A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

17/11/2017 12:03

Sindicatos constatam irregularidades em olaria que emprega 130 pessoas

Trabalhadores nem receberam o 13º de 2016, segundo representantes

Anahi Zurutuza
Reunião de sindicalistas com a direção da empresa (Foto: Sintracom/Divulgação)Reunião de sindicalistas com a direção da empresa (Foto: Sintracom/Divulgação)

Sindicatos constataram irregularidades trabalhistas cometidas por uma cerâmica e olaria de Rio Verde – a 207 km de Campo Grande – durante fiscalização na manhã desta sexta-feira (17).

A vistoria na Cerâmica Fenix foi feita pelo Sintracon (Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil e no Mobiliário de Campo Grande), CUT-MS (Central Única de Trabalhadores), e STICO (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Cerâmica e Olaria de Rio Verde).

Conforme divulgado pela assessoria de imprensa do Sintracom, a empresa emprega 100 homens e 30 mulheres, que estão com os salários atrasados. “Muitas pessoas ainda não receberam o décimo-terceiro salário de 2016. Neste caso, já havíamos combinado com a empresa o parcelamento, mas a cerâmica não cumpriu o acordo”, explica José Abelha, presidente do sindicato.

Segundo Abelha, os funcionários também correm o risco de acidentes de trabalho porque a empresa não tem disponibilizado equipamentos de proteção individual e coletiva.

Em reunião com os sindicalistas, as empresa se comprometeu a pagar os atrasados e corrigir falhas de segurança, ainda conforme divulgou a assessoria de imprensa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions