ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 27º

Interior

"Sobrinho" é preso suspeito de ter executado idoso em noite de bebedeira

Pertences do suspeito foram encontrados dentro do veículo da vítima

Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 01/04/2021 22:19
Marcas de tiros encontradas na janela do veículo. (Foto: Adilson Domingos)
Marcas de tiros encontradas na janela do veículo. (Foto: Adilson Domingos)

A Polícia Civil prendeu, no começo da noite desta quinta-feira (1º), o homem suspeito de ter assassinado a tiros Veríssimo Coelho dos Santos, de 61 anos, na noite de ontem (31) em Dourados, cidade a 233 quilômetros de Campo Grande. Sauro Henrique Teixeira, de 31 anos, foi encontrado em uma propriedade rural que fica a cerca de 500 metros de onde a caminhonete Silverado onde a vítima foi localizada na manhã de hoje.

Os dois teriam passando a noite bebendo e até teriam compartilhado fotos juntos, contudo, a polícia ainda investiga o que teria motivado a execução. O rapaz se identifica como sobrinho da vítima, mas ainda não foi comprovado documentalmente algum parentesco entre eles. Sauro chegou a ser considerado uma outra possível vítima do crime que estava desaparecida, mas durante a investigação testemunhas informaram que ele estava vivo e já em outra cidade.

Diante da suspeita, a Polícia Civil entrou em contato com o rapaz e pediu para que ele fosse prestar depoimento na delegacia. Como ele não compareceu à unidade, investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) descobriram onde ele estava e o encaminharam para prestar depoimento. Eles também estiveram na residência onde ele morava no Conjunto Habitacional Deoclécio Artuzzi.

"Durante a análise pericial testemunhas informaram que as coisas encontradas dentro do veículo que foram usadas para enrolar a vítima, estancar o sangramento, pertenciam ao suspeito que estava com ele ontem à noite", comentou o delegado Erasmo Cubas, responsável pelo caso.

Sauro Henrique teve a prisão em flagrante decretada, mas nega qualquer envolvimento. Ele vai prestar depoimento nesta sexta-feira (2), acompanhado de um advogado.

Os investigadores também vão checar as imagens de câmeras de segurança, que podem ter flagrado a execução. "A gente não tem informação ao certo de todos os motivos do crime, se foi uma questão patrimonial ou se ocorreu alguma desavença entre os dois visto que eles estavam bebendo juntos", conclui o delegado.

O caso - Veríssimo foi morto com vários tiros e tinha ferimentos na cabeça e no rosto, provavelmente provocados por coronhadas. O corpo foi encontrado na manhã de hoje dentro da caminhonete dele, uma GM Silverado branca. A caminhonete estava abandonada no final de um corredor público na margem da BR-163, ao lado de um condomínio fechado na saída para Caarapó.

***Com a colaboração de Adilson Domingos.

Nos siga no Google Notícias