A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

25/03/2014 14:46

Suspeito de extorsão, delegado preso também é acusado de lavagem de dinheiro

Bruno Chaves
Delegado teria recebido R$ 5 mil para não prender um bandido de Sete Quedas (Foto: Divulgação/Gaeco)Delegado teria recebido R$ 5 mil para não prender um bandido de Sete Quedas (Foto: Divulgação/Gaeco)

Preso nesta terça-feira (25) pela Corregedoria da Polícia Civil e pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), o delegado titular de Sete Quedas – a 471 quilômetros de Campo Grande – também é acusado de lavagem de dinheiro.

Conforme nota divulgada pela assessoria do Gaeco, sobre Rinaldo Gomes Moreira pesam acusações de concussão (extorsão praticada por servidor público) e lavagem de capitais. Ele é suspeito de ter recebido R$ 5 mil para não prender um bandido atuante em Sete Quedas.

Para comprovar o crime, os investigadores descobriram inclusive um depósito do valor na conta bancária de Rinaldo. Ele está a caminho de Campo Grande, onde prestará depoimento ao promotor Marcos Alex Vera de Oliveira. Detalhes, como os valores da lavagem de dinheiro, serão divulgados em breve.

Rinaldo foi detido depois que o Poder Judiciário expediu mandado de prisão. A ordem foi baseada em provas colhidas durante investigação do Gaeco. Além do promotor Marcos Alex, participam da operação dois delegados da Corregedoria da Polícia Civil e dez policiais civis e militares.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions