A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

26/11/2018 22:39

Suspeito de matar jovem e bebê enrolou cigarro de maconha na delegacia

Em julho deste ano o suspeito foi parar na prisão depois de ser flagrado caçando capivaras em parque com dois cães da raça rottweiler

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Marcos foi preso depois de fugir para um cidade vizinha a do duplo assassinato e cometer um assalto. (Foto: Direto das Ruas) Marcos foi preso depois de fugir para um cidade vizinha a do duplo assassinato e cometer um assalto. (Foto: Direto das Ruas)

Suspeito de ter matado a companheira e a própria filha a facadas em Dourados, cidade a 233 quilômetros de Campo Grande, Marcos Fioravanti Neto, de 22 anos, preso nesta segunda-feira (26) depois de cometer um assalto, tem no histórico criminal outra acusação inusitada.

O Campo Grande News apurou que no final de julho deste ano, ele também foi preso no município, depois de ser flagrado caçando capivaras com dois cachorros no lago de um dos principais parques da cidade. Autuado por crime ambiental, na delegacia o jovem ainda teria acendido um cigarro de maconha dentro de uma das celas.

À época, dia 31 de julho os policiais chegaram ao Parque Arnulfo Fioravante após uma denúncia anônima de que os cães da raça rottweiler estavam perseguindo os animais no lago a mando do rapaz. No local, ao ser questionado pelos policiais ele informou que tinha costume ir ao parque caçar as capivaras com os cachorros, como forma de “distração”.

Contudo, ele foi autuado por maus tratos e os cães entregues a uma familiar. Ao ser levado para a delegacia, enquanto aguardava em uma cela a confecção do boletim de ocorrência, Marcos ainda teria tirado do bolso um isqueiro e um cigarro de maconha para fumar, mas a situação foi notada por um agente, antes que ele conseguisse fumar. Após os primeiros procedimentos ele passou a responder pela acusação em liberade. 

 

Marcos com a filha, de apenas um mês, que ele teria assassinado. (Foto: Diretos das Ruas) Marcos com a filha, de apenas um mês, que ele teria assassinado. (Foto: Diretos das Ruas)

Duplo assassinato - A estudante de história Maiana Barbosa de Oliveira, de 20 anos, e a filha que tinha com o suspeito, Dandara, foram encontradas mortas nesta segunda-feira (26) no quarto de uma casa localizada na Rua Humaitá, entre Bela Vista e Cafelândia, no Jardim São Pedro, região sul de Dourados.

De acordo com a perícia, Maiana foi morta com uma facada no lado direito do pescoço. A criança também tinha uma perfuração no pescoço e lesão na cabeça e Marcos é o principal suspeito. A faca usada no duplo assassinato foi encontrada na casa.

Ele é de família tradicional em Dourados e conforme apurado pelo Campo Grande News teria distúrbios psiquiátricos. Conforme a Polícia Civil, após o crime o rapaz roubou uma moto em Vicentina e seguiu para em Glória de Dourados, onde assaltou uma idosa - possivelmente para continuar a fuga -, mas foi preso.

Ainda não se sabe como o suspeito chegou até Vicentina, mas Marcos foi interrogado, no final desta tarde (26) pela Polícia Civil. O caso é investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions