A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

06/08/2018 19:01

Suspeito de ter matado cantor a tiros se entrega a polícia

Criminoso já responde a inquérito por homicídio, assalto com uso de arma ilegal e direção perigosa

Adriano Fernandes
Márcio era dono de uma bicicletaria no bairro Vila Piloto, zona Leste de Três Lagoas. (Foto: JP News) Márcio era dono de uma bicicletaria no bairro Vila Piloto, zona Leste de Três Lagoas. (Foto: JP News)

O comerciante Márcio Pereira Viana, de 24 anos, suspeito de ter matado a tiros o cantor Jorge Edson dos Santos Ferreira, 27, na madrugada deste domingo (05), se entregou no final desta tarde (06) a Polícia Civil de Três Lagoas, município a 338 quilômetros de Campo Grande.

Ele estava foragido desde o crime que ocorreu após uma discussão em uma tabacaria da cidade. Desde então a polícia também aguardava decisão da Justiça, sobre um pedido de prisão preventiva para ampliar as buscas ao rapaz, segundo o delegado Messias Pires, responsável pelo caso.

Mais detalhes sobre o depoimento ainda estão sendo apurados. Ainda de acordo com a polícia Márcio já responde a inquérito por homicídio, assalto com uso de arma ilegal e direção perigosa. Conforme o JP News, o suspeito era dono de uma bicicletaria no bairro Vila Piloto, zona Leste de Três Lagoas.

O crime

De acordo com o boletim de ocorrência sobre o caso, por volta das 3h houve um desentendimento entre clientes e Marcio foi expulso. Ele teria afirmado que “voltaria ao local”, e 30 minutos depois voltou acompanhado de outro rapaz, não identificado.

Ele teria insistido para entrar na casa, mas o proprietário do local não permitiu. Ele portava uma arma e efetuou vários disparos contra a porta principal, que estava fechada. Os tiros desviaram e atingiram três pessoas, um segurança, identificado Fernando Lenquistt Farhat, um funcionário, identificado como Gilberto dos Santos Ferreira e o cantor.

O segurança estava atrás da porta e o funcionário e o cantor atrás do balcão. Fernando e Jorge, segundo o boletim, teriam sofrido lesões graves no tronco e Gilberto lesão superficial no braço. Eles foram encaminhados para o Hospital Auxiliadora, mas Jorge não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Outras duas pessoas também foram presas por favorecimento pessoal no homicídio do músico. São eles Geovane de Oliveira, de 22 anos, e David Gomes de Oliveira, 39. Geovane relatou que estava na tabacaria junto com o irmão José Edi Gomes de Oliveira Sobrinho e com o suspeito de ser o autor dos disparos, Marcio Pereira Viana, que está foragido.

Geovane também disse ter presenciado o momento em que o atirador se desentendeu com os seguranças e foi retirado do estabelecimento. Geovane afirmou que o buscou o revólver, calibre 38 e o entregou a Marcio. Após o tiroteio, o jovem teria ido té o rancho do tio, David, no bairro Cinturão Verde, e, lá, encontrou José e Marcio. Conforme explicou, o irmão segurava a arma do crime. Depois de algumas horas, ainda segundo Geovane, Marcio e José deixaram o rancho em um automóvel Astra de cor preta.

Despedida

"Gostava tanto de você" do Tim Maia, era a música preferida de Jorge, ou “pele negra” como era conhecido, e que foi entoada na despedida do cantor. A despedida emocionada foi acompanhada de aplausos de amigos e familiares. Conforme o site a Patrulha News, o cantor era filho único e deixa uma filha de 5 anos.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions