A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

04/07/2019 13:09

Terceira pessoa da mesma família é morta e criança fica ferida em atentado

Os três pertencem à família de Vilmar Fogaça, 43 anos, e do filho dele de 16 anos, Matheus José Fogaça, executados em junho

Anahi Zurutuza e Viviane Oliveira
Vidros do carro ficaram crivados de balas (Foto: Direto das Ruas)Vidros do carro ficaram crivados de balas (Foto: Direto das Ruas)

Um rapaz de 23 anos morreu e uma mulher e uma criança de 2 anos e 4 meses ficaram feridas em atentado no fim da manhã desta quinta-feira (4) na BR-163 em Itaquiraí – a 410 km de Campo Grande. Segundo a PM (Polícia Militar) os três pertencem à família de Vilmar Fogaça da Silva, 43 anos, e do filho dele de 16 anos, Matheus José Fogaça Ribeiro, executados em junho.

O jovem, Lucas Alexandre Fogaça de Oliveira, que conduzia o Fiat Pálio, morreu no local do acidente, segundo o TanaMídia Naviraí. Ele foi baleado na cabeça.

A mulher, identificada como Gisele Fogaça da Silva, levou tiros no abdômen e braço. Ela foi levada consciente para a Santa Casa de Naviraí, junto com a criança que teve duas perfurações na perna.

Os pistoleiros, segundo o tenente Neuri Roseni, do 12º Batalhão de Polícia Militar de Naviraí, estavam em uma caminhonete Toyota Hilux prata e aproveitaram o momento que o carro estava parado na rodovia para encostar e atirar.

No trecho, a CCR MSVia fazia operação pare e siga por causa de obras. “Fugiram do local em seguida. Ainda estamos em diligências”, disse o tenente.

Cadeirinha onde bebê viajava e foi atingido (Foto: Direto das Ruas)Cadeirinha onde bebê viajava e foi atingido (Foto: Direto das Ruas)

Rastro de sangue - Fonte do Campo Grande News afirma que “tudo leva a crer que se trata de vingança contra a família” e que os alvos, não necessariamente os de hoje, tem envolvimento com crimes.

Matheus foi morto no dia 21, com tiros de 9 milímetros, numa estrada rural próximo a região do Rio Tormenta, em Três Barras, no interior do Paraná. O assassinato do adolescente aconteceu oito dias depois da execução do pai.

A polícia já suspeitava de vingança, porque Matheus era procurado por matar Alyson de Melo Prudente, 30 anos, num acerto de contas, no dia 27 de maio deste ano, próximo a um assentamento de Itaquiraí.

Matéria alterada para correção de informação às 13h33.

Adolescente, morto no dia 21 de junho, oito dias depois do pai ser executado (Foto: Facebook/Reprodução)Adolescente, morto no dia 21 de junho, oito dias depois do pai ser executado (Foto: Facebook/Reprodução)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions