ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  12    CAMPO GRANDE 16º

Cidades

Jovem diz que se espelhou em pai e tios para roubar

Por Redação | 04/05/2010 15:22

Preso em flagrante, após roubar um comerciante, ser perseguido e baleado por policiais civis, Jonathan Michael Barbosa, de 18 anos, disse nesta terça-feira que se espelhou no pai e tios, apontados como os primeiros a "se especializar" em roubos de malotes em Campo Grande.

Conforme informado pelo delegado da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), André Luiz Noveli Lopes, o trio composto por Gilmar, Osmar e Jeová Felismino, era conhecido como "Os Piscineiros" à época em que os crimes ocorriam, há 10 anos. Jeová é pai de Jonathan e irmão de Gilmar e Osmar.

Os três são tios, por parte de mãe, de Marcos Vinícius Schimitt, primo de Jonathan que, questionado sobre o fato de ter se influenciado pelo histórico dos familiares, disse: "Foi isso".

O rapaz admitiu que antes do assalto ao comerciante, que culminou na prisão dos dois, haviam também roubado um malote da loja de produtos agropecuários Apoio Rural, com R$ 15 mil. Segundo ele, o dinheiro foi gasto "à toa".

Os primos moram no bairro Nova Bahia, na região norte da cidade. Jonathan disse que comprou a arma usada no crime, um revólver calibre 38, em uma praça, por R$ 350,00. Ele alega que comprou para se proteger de desafetos.

No último assalto, a vítima sacou R$ 69 mil no Banco do Brasil da agência da rua Coronel Antonino, mas a abordagem ocorreu apenas na rua José Antônio, cruzamento com a Afonso Pena, quando o comerciante parou em um sinal. "Foi o único lugar que dava para abordar", diz Jonathan.

O pai de Marcos Vinícius Schimitt, que pediu para não ter o nome divulgado, contou que é separado da mãe do jovem, que há cinco anos mora com ele. Ele diz que "não fazia a mínima idéia" de que o filho praticava assaltos.

O empresário diz que não reconhecia nenhum comportamento suspeito no filho e diz que inclusive deu um carro para o rapaz. Ao chegar na delegacia ele abraçou o filho, que viu pela primeira vez após a prisão, ocorrida na última sexta-feira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário