A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Março de 2019

04/07/2017 16:05

Juiz manda reforçar segurança na região do presídio da Gameleira

A Polícia Militar alega que não tem estrutura e que o efetivo é reduzido

Lucas Junot
Juiz Mário José Esbalqueiro Junior, da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande (Foto: Divulgação/TJMS)Juiz Mário José Esbalqueiro Junior, da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande (Foto: Divulgação/TJMS)

O policiamento externo do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, de regime semiaberto, será revisado e haverá reforço. O acordo foi firmado em reunião realizada na tarde de ontem (3), com o Comando da Policia Militar, no gabinete do juiz Mário José Esbalqueiro Junior, da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, responsável pelo sistema semiaberto da Capital.

Segundo o juiz, a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) tem relatado a necessidade de reformular a segurança na parte externa da unidade penal e este serviço é de responsabilidade da Policia Militar.

A PM alega que não tem estrutura e que o efetivo é reduzido. Além disso, ressalta que possui muitas atribuições que os torna pouco presentes em serviços como esse. “Ocorre que a unidade Gameleira possui cerca de 1.095 apenados e é de competência da PM fazer o trabalho de segurança externa. Existe a falta de efetivo e de funcionamento adequado dos serviços de saúde, o que sobrecarrega a PM”, afirma o juiz.

Participaram da reunião, a representante do Ministério Público, promotora de justiça Renata Ruthe Fernandes Goya Marinho, o diretor-presidente da Agepen Aud de Oliveira Chaves, e o diretor da unidade Gameleira, Adiel Rodrigues Barbosa, além representantes do Comando Geral da PM e da Companhia de Guarda e Escolta.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions