A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/05/2013 19:46

Juiz Marcelo Rasslan é indicado para substituir desembargador no TJ-MS

Ele começa os trabalhos já nesta quinta-feira, substituindo Claudionor Miguel Abss Duarte, que está de licença médica

Nyelder Rodrigues
Marcelo Rasslan iniciou a carreira como magistrado em Mato Grosso do Sul no ano de 1988 (Foto: Reprodução)Marcelo Rasslan iniciou a carreira como magistrado em Mato Grosso do Sul no ano de 1988 (Foto: Reprodução)

O juiz Marcelo Câmara Rasslan, da 2ª Vara Cívil de Campo Grande, vai substituir o desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) durante o período de licença médico do mesmo.

Marcelo Rasslan foi indicado por unanimidade, pelo critério de merecimento. Ele vai atuar na 4ª Câmara Cível e na 1ª Seção Cível do TJ-MS, e já começa os trabalhos nesta quinta-feira (23).

No mês passado, Rasslan concorreu em lista tríplice para o cargo de desembargador do TJ, no lugar do aposentado João Carlos Brandes Garcia. O escolhido foi Luiz Gonzaga Mendes Marques, que concorreu também com o juiz Luiz Claudio Bonassini da Silva também concorreu.

“É com muita alegria que recebo essa indicação. Como o critério adotado foi o de merecimento, isso significa que entenderam que eu merecia substituir um dos grandes desembargadores desse Estado”, comentou o juiz Rasslan, acrescentando que o objetivo é manter os serviços do tribunal em dia.

Perfil de Rasslan – Nascido em Dourados, Marcelo Rasslan começou a carreira na magistratura em junho de 1988, como juiz substituto em Costa Rica. Já dois meses a diante, ele foi promovido por merecimento para juiz de Direito de 1ª entrância, assumindo a Comarca de Sidrolândia.

Já em agosto de 91, novamente por merecimento, foi promovido e passou a atuar na 2ª Vara Cívil de Ivinhema como juiz de 2ª entrância, até setembro de 1999, quanto também por merecimento foi promovido a juiz de entrância especial, indo para a 2ª Vara Cível da Capital, onde foi titular até hoje.

Rasslan também foi juiz auxiliar da vice-presidência no biênio 2003/04 e presidiu a Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul no biênio 2005/06, da qual fora vice-presidente no biênio anterior.

Ele também foi professor da Escola Superior de Magistratura (Esmagis) em Dourados, e da Faculdade de Direito da Unaes e da Estácio de Sá, na Capital. Além disso, ele já foi homenageado em Sidrolândia, Ivinhema e Glória de Dourados – onde atuou como advogado – como cidadão honorário.



Só conhece verdadeiramente o juiz quem já teve processo julgado por ele. Mato Grosso do Sul merece esta autoridade.
 
Mariane Silva da Costa em 31/01/2014 20:38:06
ESTÁ DE PARABÈNS O TJ, OS JUÍZES DO NOSSO ESTADO ESTÃO BEM REPRESENTADOS.
PENA NÃO TEREM O JUIZ MARCELO COMO DESEMBARGADOR AINDA POIS A SOCIEDADE SUL MATOGROSSENSE TERIA GRANDE JÚBILO SE UM CONTERRÂNEO DE TAL VALOR ASSUMISSE UMA VAGA NO TRIBUNAL . DR MARCELO AINDA É JOVEM ESPERO QUE NÃO TIREM A NOSSA ESPERANÇA. EXCELENTE PROFESSOR !
 
Lidianne Machado Martins Borges em 03/06/2013 13:27:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions