A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/06/2009 12:28

Juiz ouve testemunhas de acusado de tentar matar Betão

Redação

A 2ª Vara do Tribunal do Júri marcou para as 14h do dia 23 deste mês os depoimentos das 15 testemunhas de acusação e defesa do policial militar da reserva Hudman Ortiz, 46 anos. Ele é acusado de tentar matar o ex-servidor público estadual Alberto Aparecido Roberto Nogueira, o Betão, em julho de 2003. O interrogatório do acusado está previsto para as 14h de 6 de agosto deste ano.

Betão está preso no Presídio Federal e deverá ser uma das testemunhas de acusação. Ele passou de réu a vítima no processo aberto para investigar a morte do policial militar Hudson Ortiz e da tentativa de assassinato de seu irmão, Hudman Ortiz. No julgamento, o militar se tornou réu e o ex-técnico fazendário foi absolvido.

Betão acusa os irmãos Ortiz de armarem uma emboscada para mata-la no Bairro Jockey Clube, em Campo Grande. Na ocasião, ele conseguiu reagir, matando Hudson Ortiz e ferindo Hudman.

Acusado pela morte de um empresário e de um professor em São Paulo, Betão cumpre pena no Presídio Federal de Campo Grande. Ele aguarda o julgamento do pedido de liberdade pelo Superior Tribunal de Justiça. O Governo do Estado o exonerou do cargo no dia 19 de novembro do ano passado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions