ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  20    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

Juíza que cancelou Leilão da Resistência será denunciada ao CNJ, diz Kátia Abreu

Por Bruno Chaves | 07/12/2013 14:11
Presidente da CNA acredita em crime de parcialidade (Foto: Cleber Gellio)
Presidente da CNA acredita em crime de parcialidade (Foto: Cleber Gellio)

A senadora Kátia Abreu (TO), que também é presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), disse que denunciará a juíza da 2ª Vara Federal Janete Lima Miguel ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) por crime de parcialidade.

Janete cancelou o Leilão da Resistência no último dia 4. Entretanto, a sentença dela foi reconsiderada na sexta-feira (6).

“Uma juíza federal decidiu sobre isso através de matérias de jornal. Conseguimos restabelecer a ordem e nosso direito, agora, a CNA irá representar essa senhora no CNJ sobre crime de parcialidade. Uma juíza não pode ser parcial, nem aos produtores e nem aos índios”, disse Kátia durante agenda em Campo Grande.

A senadora ainda falou sobre o fato de o dinheiro arrecadado no leilão ser usado na contratação de milícia. “Eu informo essa senhora que o produtor rural não precisa de dinheiro para contatar milícia”, afirmou.

Kátia garantiu que os produtores não irão contratar milícias. “Não queremos violência”, concluiu.

Nos siga no Google Notícias