ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 27º

Cidades

Juíza que cancelou Leilão da Resistência será denunciada ao CNJ, diz Kátia Abreu

Bruno Chaves | 07/12/2013 14:11
Presidente da CNA acredita em crime de parcialidade (Foto: Cleber Gellio)
Presidente da CNA acredita em crime de parcialidade (Foto: Cleber Gellio)

A senadora Kátia Abreu (TO), que também é presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), disse que denunciará a juíza da 2ª Vara Federal Janete Lima Miguel ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) por crime de parcialidade.

Janete cancelou o Leilão da Resistência no último dia 4. Entretanto, a sentença dela foi reconsiderada na sexta-feira (6).

“Uma juíza federal decidiu sobre isso através de matérias de jornal. Conseguimos restabelecer a ordem e nosso direito, agora, a CNA irá representar essa senhora no CNJ sobre crime de parcialidade. Uma juíza não pode ser parcial, nem aos produtores e nem aos índios”, disse Kátia durante agenda em Campo Grande.

A senadora ainda falou sobre o fato de o dinheiro arrecadado no leilão ser usado na contratação de milícia. “Eu informo essa senhora que o produtor rural não precisa de dinheiro para contatar milícia”, afirmou.

Kátia garantiu que os produtores não irão contratar milícias. “Não queremos violência”, concluiu.

Nos siga no Google Notícias