A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/07/2014 13:49

Justiça mantém condenação por danos morais a advogados que lesaram cliente

Ludyney Moura

Por decisão unânime, a 3ª Câmara Cível do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) manteve a sentença que condenou dois advogados do Estado ao pagamento de R$ 10 mil por danos morais, mais o valor retido de uma indenização em um processo trabalhista, que teria sido retida pelos profissionais.

O desembargador responsável pela relatoria do caso, Fernando Mauro Moreira Marinho, entendeu que os advogados geraram danos ao cliente, já que a indenização trabalhista é considerada de “natureza alimentar”. Os dois profissionais já haviam sido condenados, mas recorreram da sentença, alegando que “o mero descumprimento contratual não geraria dano a moral ao cliente”, motivo pelo qual solicitaram diminuição do valor da indenização.

“Uma vez que (o cliente) deixou de receber valores afetos a crédito trabalhista, portanto, de valores atrelados ao direito à vida (...) agrava a situação de aflição psicológica e de angústia, assim, mantenho a condenação por dano moral. O valor de R$ 10.000,00 por conduta de advogado que recebeu verba trabalhista e não repassou à cliente, não pode ser considerada como desproporcional. ”, descreveu o desembargador em sua decisão.

Para Marinho, a alegação dos advogados para o pedido de diminuição da indenização, e de que agiram “no exercício regular de um direito ao reter valores de multa contratual, além de protelatória beira as raias da má-fé processual”, finalizou.

Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions