A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

04/02/2013 07:20

Justiça suspende punição a médico por morte de criança em parto

Aline dos Santos

A Justiça Federal suspendeu a punição imposta pelo CRM/MS (Conselho Regional de Medicina) ao médico Paulo Marcelino Andreoli Gonçalves. O profissional foi proibido de atuar por 30 dias. O período ia de primeiro de fevereiro a 2 de março.

Conforme o conselho, a suspensão do exercício profissional foi por comprovada conduta antiética em atendimento médico deficiente à gestante. O entendimento é de que a morte do feto está relacionada à imprudência, negligência e imperícia médica. O parto malsucedido foi na cidade de Antônio João, em fevereiro de 2009.

Hoje, o CRM publicou aviso informando que a punição foi suspensa pela 4ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande. Enquanto o conselho recorre, a punição segue suspensa. No ano passado, o CRM também suspendeu o médico por 30 dias.

Na ocasião, a medida foi por “assumir condutas contrárias a movimentos legítimos da categoria médica com a finalidade de obter vantagens”. O médico é ex-prefeito de Campina da Lagoa (Paraná).

Médico é suspenso 30 dias pelo CRM, por morte de criança em parto
O CRM/MS (Conselho Regional de Medicina) puniu o médico Paulo Marcelino Andreoli Gonçalves com suspensão do exercício profissional por 30 dias. A pun...
Carro roubado no RJ é recuperado em estrada rumo ao Paraguai
Um automóvel recentemente roubado no Rio de Janeiro foi recuperado por policiais militares em uma estrada vicinal de Japorã –a 487 km de Campo Grande...


Em uma busca no google e apareceram vários problemas a esta pessoa.
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 04/02/2013 09:15:53
tinha que ser e expulso da medicina,ccmo foi o rondon, tenho certeza se fosse um filho deste juiz se ele iria revogar,
 
jose claudio em 04/02/2013 08:09:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions