A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

28/09/2009 17:29

Laudo em comida servida a militares concluído em outubro

Redação

O laudo que irá apontar se a comida servida a militares do Corpo de Bombeiros foi o que causou vômito e diarreia em 33 bombeiros deve ser concluído em outubro. Segundo o chefe do serviço de fiscalização de alimentos da Vigilância Sanitária, Milton Zaleski, o prazo para a conclusão do exame é de 10 dias, contados a partir do início da investigação.

O restaurante S.A Antunes Vasconcelos, que tem como nome fantasia Romeu e Julieta, já foi multado depois que houve o problema. O valor só será definido ao fim do processo e deve variar de R$ 7 mil a R$ 11 mil.

Os militares sentiram-se mal dia 21 de setembro, quando ingeram refeições servidas no curso voltado a bombeiros que atuam em aeródromos.

No dia seguinte, fiscais da Vigilância Sanitária foram ao Aeroporto Internacional de Campo Grande, onde era realizado o curso, para iniciar a investigação.

Segundo Zaleski, o restaurante não tinha autorização para distribuir alimentos fora da sede. Segundo o chefe do setor, existem exigências para o transporte de alimentos, entre elas, que seja feito em veículo fechado e com caixas isotérmicas especiais para consumo de refeições prontas.

O estabelecimento estava com a licença sanitária vencida e tem registro como pizzaria e lanchonete. Outro problema constatado pelos fiscais refere-se aos descumprimento à regra que determina o armazenamento da comida servida por 72 horas.

O restaurante foi contratado por meio de licitação para prestar o serviço. O Campo Grande News apurou que alguns militares foram encaminhados ao hospital com vômito e diarreia.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions