ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Lei que estimula uso de energia solar é vetada na Câmara

Por Redação | 11/11/2008 17:53

Após veto do prefeito Nelson Trad Filho ontem (10), ambientalistas se surpreenderam mais uma vez com outro veto, desta vez na Câmara Municipal, à lei complementar n° 181/07, apesar dela ter sido aprovada pelos vereadores no dia 15 de junho de 2008.

A lei determina que as edificações com área física de mais de 150 metros quadrados disponibilizem um sistema de aquecimento da água através de energia solar aos residentes ou usuários. A proposta é de autoria do vereador Marcelo Bluma (PV).

Membros do Fórum de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Mato Grosso do Sul (Formads) alegaram que irão mobilizar a sociedade no intuito de esclarecer as vantagens em substituir a energia elétrica pela solar, além dos benefícios ao meio ambiente e ao bolso do consumidor.

Desde 1980, o uso desta tecnologia de aquecedores solares é obrigatório em Israel, primeiro país do mundo a adotar este tipo de política para o uso de energias renováveis. Espanha, México e Austrália também utilizam o sistema.

No Brasil, a prefeitura de São Paulo aprovou, em julho, a legislação que determina que todas as novas edificações da cidade devem obrigatoriamente utilizar sistemas renováveis e limpos de energia solar para suprir no mínimo 40% da demanda anual de energia para aquecer a água.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário