A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/01/2013 09:37

Mato invade terreno destinado à praça no Jardim Serraville

Moradores do Residencial Dr. Fauze Duailibi Amizo temem que o espaço vire criadouro do mosquito da dengue

Carlos Martins e Luciana Brazil
A moradora Dione Soares da Silva mostra o local onde seria construída a praça e que foi tomado pelo mato (Foto: Luciano Muta)A moradora Dione Soares da Silva mostra o local onde seria construída a praça e que foi tomado pelo mato (Foto: Luciano Muta)

O que era para ser um espaço de lazer para a criançada e moradores do Residencial Dr. Fauze Duailibi Amizo, no Jardim Serraville, em Campo Grande, virou preocupação para seus habitantes. A área, onde seria construída uma praça, sumiu em meio ao matagal e moradores se queixam que pernilongos tomaram conta do lugar. O medo é que local vire criadouro do mosquito Aedes Aegypti, o transmissor da dengue.

Quando o conjunto habitacional foi inaugurado em julho de 2007, constava no projeto a construção de uma praça, e cinco anos e meio depois a promessa ainda não foi cumprida. Uma das moradoras, a costureira Dione Soares da Silva, 48 anos, morava no Aero Rancho e se inscreveu para uma das 415 casas do residencial. “Consegui ganhar a casa, mas e impressão que eu tenho é que jogaram a gente lá. Não tem asfalto, e aqui a segurança é precária. Além da dengue a população teme os assaltos”, disse a moradora. O local também está virando depósito de lixo e entulho.

O Jardim Serraville é um bairro novo e fica na saída para Três Lagoas. Dione lembra que, quando inauguraram o residencial, chegaram a mostrar o projeto da praça. Segundo ela, o terreno começou a ser limpo por um senhor que era presidente do bairro, mas o serviço ficou pela metade. “Ele chegou a carpir metade da área, mas parou o trabalho, acho que desistiu. Não sei se existe ainda uma associação de moradores”, disse a costureira, que mora próxima ao local, na Rua Nova Prata.

A Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), por meio da assessoria, informou que irá cadastrar a reclamação dos moradores e providenciará a ida de uma equipe ao local para fazer a limpeza.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...


e eu com isso?
 
Fernando Alves em 15/01/2013 16:01:56
sr. marcos, essa srª Dione teve a coragem de reclamar, moro ha 20 anos no jd paqueta, ao lado do azaléia e é mato pra todo lado, no nossa srª das graças é pior ainda, é só mato.
 
julia andrade em 15/01/2013 11:04:42
a praça não foi feita mesmo, mais a dona dione aumentou muito, que isso nosso bairro é um lugar maravilhoso.. o lugar q eu pedi para deus, espero q o nosso prefeito maravilhoso bernal faça, pois o antigo não fez, mereçemos prefeito, o cabeludo foi la pedir voto na casa do violar, agora estamos te esperando para fazer o agradecimento... dimas
 
marcos ferraz em 15/01/2013 10:11:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions