A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/04/2015 16:46

Médico é internado com suspeita de febre maculosa após voltar dos EUA

Michel Faustino

O Hospital Adventista do Pênfigo descartou a possibilidade do médico veterinário, de 38 anos, internado desde a última sexta-feira (16), em Campo Grande, estar infectado com o vírus do ebola. A suspeita é de que o paciente esteja com febre maculosa, doença transmitida pelo carrapato estrela. Ele apresentou os sintomas após chegar de uma viagem dos Estados Unidos.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o paciente passou por uma série de exames e os resultados devem sair até o fim de semana. Conforme a assessoria, os médicos cogitam a hipótese do paciente ter contraído a febre maculosa, que é transmitida pelo carrapato Amblyoma cajennense (carrapato estrela), ao ter contato com animais.

No homem a doença causa febre alta, manchas na pele e debilitação progressiva, sintomas semelhantes aos apresentados pelo paciente internado. Esses sinais aparecem de 2 a 14 dias após a picada do carrapato infectado.

Funcionários do hospital ficaram preocupados depois que souberam que o paciente havia feito uma viagem recente ao exterior e foi internado com sintomas semelhantes aos causados pelo ebola, porém a suspeita foi descartada.

Doença - A Febre Maculosa é considerada como uma doença grave, os sintomas são semelhantes a de doenças comuns, como febre alta, mal-estar generalizado, náuseas e vômitos, entre outros. De acordo com a nota sobre a doença, entre o 2º e o 5º da Febre Maculosa, surge o “exantema máculo-papular”, considerado como o principal sinal para a definição do diagnóstico médico.

A doença em questão foi diagnosticada pela primeira vez no Brasil em 1920, a Febre Maculosa já foi registrada nas regiões Sul, Sudoeste, Centro-Oeste e Nordeste. Dos 131 casos suspeitos da doença registrados no Brasil em 2012, um deles foi registrado em Mato Grosso do Sul, o fato tornou-se a repetir em 2013, na cidade de Dois Irmãos do Buriti. De acordo com o Ministério da Saúde, no ano passado foram 67 casos confirmados, tendo 25 óbitos em decorrência da febre.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions