A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

18/07/2013 12:59

Médicos da rede pública e privada paralisam atendimento na próxima 3ª feira

Aline dos Santos
No dia 3 de julho, médicos fizeram passeata em Campo Grande. (Foto: Cleber Gellio)No dia 3 de julho, médicos fizeram passeata em Campo Grande. (Foto: Cleber Gellio)

Os médicos de Mato Grosso do Sul vão paralisar o atendimento à rede pública e privada na próxima terça-feira, dia 23. Nesta data, serão atendidos apenas casos de urgência emergência.

A mobilização de 24 horas é em protesto às decisões do governo federal, que aumentou em mais dois anos a duração do o curso de Medicina, vetou os principais pontos do Ato Médico, além da intenção em trazer médicos estrangeiros para o país, sem que passem pelo exame de revalidação de diploma.

A decisão foi tomada pela categoria em assembleia realizada pelo Sinmed-MS (Sindicato dos Médicos), AMMS (Associação Médica) e Academia de Medicina. Em Mato Groso do Sul, são 4.500 médicos, sendo a metade em Campo Grande.

No dia 23, a partir das 9h, os profissionais vão se concentrar na Praça Ary Coelho e farão passeata pelas ruas 14 de julho, Barão do Rio Branco e 25 de dezembro. De acordo com o calendário da Fenam (Federação Nacional do Médicos), mais duas paralisações estão previstas para acontecer caso a situação não se reverta.

"Não podemos mais aceitar passivamente tudo o que vem acontecendo, os médicos cansaram de levar a culpa pela incompetência da gestão pública. A maioria decidiu por paralisação e nós vamos paralisar", afirma o presidente do sindicato, Marco Antônio Leite.



DEIXEM ELES FAZEREM GREVE, ELES QUASE NÃO TRABALHAM MESMO!!
 
Rúbio Ramos em 18/07/2013 15:22:16
Só pensam no próprio umbigo... O povão que se lasque!!!
 
Luiz Felipe Gomes em 18/07/2013 14:36:01
Existe muito cooperativismo na medicina, tudo para manter altos salários e baixa concorrência, o Governo investe altíssimo nos filhos da classe burguesa através de Universidades Públicas para não ter um retorno digno através do serviço público obrigatório. Isso tem que acabar!
 
Carlos Magno em 18/07/2013 13:50:20
Quando será a paralização dos pacientes que necessitam de atendimento digno?
 
Jose Silva em 18/07/2013 13:43:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions