A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/02/2010 08:06

Menina condenada pela morte de Dudu é solta após 6 meses

Redação

Os adolescentes condenados a três anos pela morte do estudante Luiz Eduardo Gonçalves Martins, o Dudu, 10 anos, já começaram a ser colocados em liberdade. A primeira a ser liberada foi a menina, que ficou seis meses na Unei (Unidade Educacional de Internação) após a sentença do juiz da Infância e Juventude, Danilo Burin.

O próximo a ser liberado, em 15 dias, deverá ser outro adolescente, de 17 anos, que está detido na Unei masculino do Bairro Los Angeles. Segundo o seu pai, o taxista Pedro de Souza, 50 anos, o filho já completou 18 anos e deverá ser liberado na primeira quinzena de março.

Souza reafirmou que acredita na inocência dos filhos, inclusive do maior envolvido no crime, Holly Lee de Souza, 22, que está detido no complexo penitenciário da Capital.

Ele é acusado de ter ajudado o pai de santo e ex-padrasto da criança, José Aparecido Bispo da Silva, o Cido, que teria encomendado o crime para se vingar da ex-mulher, a mãe de Dudu, Eliane Martins.

O menino foi submetido à sessão de tortura e espancado até a morte no próprio dia em que desapareceu, em 22 de dezembro de 2007. O corpo dele foi enterrado e depois retirado do local, esquartejado e queimado, em uma tentativa de dificultar a identificação.

A peça-chave para que a polícia solucionasse o caso foi a apreensão, no fim do ano passado, de um adolescente, por outro delito. O menino é um dos que participou do espancamento e assassinato da vítima.

O júri de Cido será no dia 31 de março deste ano. A defesa de Holly recorreu e conseguiu suspender o seu julgamento. De acordo com o taxista, ele está com um tumor no rosto e está muito doente há quatro meses.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions