ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Mesmo com tempo frio, número de notificações da gripe se mantém estável

Por Flávia Lima | 01/07/2015 13:11
Apesar dos números de gripe se manterem estáveis, imunização ainda é essencial. (Foto:Divulgação)
Apesar dos números de gripe se manterem estáveis, imunização ainda é essencial. (Foto:Divulgação)

Apesar do inverno e da previsão do tempo indicar uma nova queda nas temperaturas nos próximos dias, os casos de gripe influenza (gripe suína) vem se mantendo estáveis em Mato Grosso do Sul. Conforme relatório divulgado nesta quarta-feira (1) pela Secretaria Estadual de Saúde, o Estado soma 155 casos, apenas cinco a mais dos registrados no boletim anterior, o que representa um baixo crescimento para o período, quando as autoridades de Saúde esperam uma demanda maior devido ao clima.

Campo Grande totaliza 111 notificações, um aumento de apenas três novos casos em relação a semana passada. Desse total, houve sete confirmações do subtipo H3N2, o que vem apresentando maior circulação esse ano.

Já Anastácio, com três casos e Ponta Porã, com cinco, foram cidades que também apresentaram novos casos segundo o último registro. No total, em todo o Estado, dez confirmações são referentes ao vírus H3N2 e apenas duas são do subtipo H1N1.

Não houve novos registros de óbitos, além dos dois casos provocados pelo vírus H3N2, em Campo Grande.

Mesmo com a estabilização das notificações, a enfermeira Mariah Barros, gerente técnica da área de Influenza da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), durante conversa com o Campo Grande News semana passada, alertou sobre a importância de imunizar as pessoas que compõem a população de risco, como idosos e gestantes, principalmente porque ano passado houve 29 mortes confirmadas por H1N1, mais conhecido como gripe suína, no Estado.

As campanhas e alertas vem surtindo efeito, já que de acordo com dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde, Mato Grosso do Sul ocupa o terceiro lugar no ranking de estados que se aproximaram ou atingiram a meta de imunização contra a Influenza, com 81,3% de cobertura.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário