A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Junho de 2018

04/08/2009 16:24

Metade dos postos não cumpre prazo e não troca tanque

Redação

Os 165 postos de combustíveis de Campo Grande tiveram oito anos para trocar os tanques de combustíveis e se adequar à Lei Municipal 3.866, de 27 de junho de 2001. No entanto, pouco mais de 80 acatou a recomendação e se adaptou às exigências ambientais.

No entanto, segundo a engenheira química da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Nicia Ferreira, apenas 32 estabelecimentos estão totalmente de acordo com a lei.

Além de trocar os tanques por equipamentos mais modernos e resistentes para evitar o vazamento e a contaminação do solo, eles implantarm um sistema de monitoramento contínuo de vazamento, tratamento da água servida e gerenciamento dos resíduos sólidos.

Os tanques antigos são considerados obsoletos porque foram feitos com materiais mais suscetíveis à corrosão, aumentando os riscos de vazamento de combustível. Os novos tanques têm parede dupla, formada por uma camada interna de aço carbono, e um revestimento externo de fibra de vidro. Além disso, possuem um sensor que monitora vazamento nos tanques.

Já as novas tubulações feitas para os postos não se rompem com facilidade porque são compostas de PEAD

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions