ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Militar da reserva de MS é preso no interior de SP com 39.500 maços de cigarros

Produto de origem paraguaia não tinha nota fiscal para transporte

Por Elci Holsback | 22/12/2016 18:54
Foram apreendidos 3.500 maços de cigarros contrabandeados (Foto: Divulgação)
Foram apreendidos 3.500 maços de cigarros contrabandeados (Foto: Divulgação)

Tenente da reserva da Polícia Militar Rodoviária de Mato Grosso do Sul, Mauro Maurício da Silva Alonso, 59 anos, foi detido por volta do meio-dia de hoje (22) pela PRE (Polícia Rodoviária Estadual) em Araçatura (SP) transportando 79 caixas de cigarro, totalizando 39.500 maços escondidos dentro do baú de um caminhão de mudanças.

De acordo com o boletim de ocorrências, a PRE paulista abordou o caminhão modelo  VW/9.160 com placas de Dourados no Km 459 da SP-425, na rodovia Assis Chateubriand e, após vistoria no interior do baú, foi encontrada a carga de cigarros contrabandeados do Paraguai.

Militar da reserva foi detido em 2006 durante operação da PF (Foto: Divulgação)
Militar da reserva foi detido em 2006 durante operação da PF (Foto: Divulgação)

Ainda segundo o registro, o condutor do caminhão relatou à polícia que para transportar a carga de Dourados a Presidente Prudente, receberia R$ 50 por caixa, o que no total, somaria cerca de R$ 4 mil. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia Federal em Presidente Prudente e o militar foi preso em flagrante por crime de contrabando. Ele foi encaminhado à Polícia Federal, onde segue detido até audiência de custódia.

Gato de Botas - De acordo com reportagem do site Dourados News, em 2006, o então comandante da PMR (Polícia Militar Rodoviária) de Dourados, Mauro Maurício da Silva Alonso foi detido durante a operação "Gato de Botas", deflagrada pela Polícia Federal, onde ele e mais 19 pessoas foram presas, acusadas de formação de quadrilha, contrabando e tráfico de drogas.

Nos siga no Google Notícias