A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/01/2010 21:54

Militares de MS estão em área de terremoto no Haiti

Redação

Na noite desta terça-feira, um forte tremor de pelo menos 7 graus de magnitude atingiu o Haiti, segundo o USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos), na região onde militares de Mato Grosso do Sul trabalham em missão de paz, assim como outros do País.

Este foi o terremoto mais forte já registrado no País desde o tremor de 6,7 graus em 1984. O governo federal não confirma a existência de brasileiros em escombros.

Militares da 4ª Companhia de Engenharia de Jardim estão no Haiti. Eles se preparam para retornar a Mato Grosso do Sul na próxima terça-feira (19), conforme informações da assessoria de comunicação do CMO (Comando Militar do Oeste).

O Brasil participa no momento com 1.266 militares na missão da ONU (Organização das Nações Unidas), dos quais 250 são da engenharia do Exército.

Segundo publicado no portal G1, os militares já tiveram participação relevante no socorro às vítimas dos furacões de 2004 e de 2008, que atingiram o Haiti.

Segundo o Ministério da Defesa, a comunicação do governo brasileiro com a área atingida pelo tremor é realizada a partir de instrumentos militares. O Exército utiliza os canais para monitorar as atividades das tropas brasileiras.

Ainda de acordo com o ministério, informações sobre a dimensão dos estragos, possíveis vítimas e a situação dos brasileiros no país só serão divulgadas na manhã desta quarta-feira.

Nelson Jobim, ministro da Defesa, divulgou nota para expressar solidariedade ao povo do Haiti. Segundo ele, os soldados brasileiros que atuam naquele país estão empenhados em socorrer as vítimas do tremor.

Não há relatos oficiais de vítimas e feridos, mas a força do terremoto pode causar grande destruição. Vários testemunhos de jornalistas e outras pessoas no local relatam que diversos prédios desabaram e que pode haver até milhares de vítimas.

Mesmo sem confirmação formal, fala-se em desabamento de hospital, igreja, sede local da ONU e do palácio presidencial. Segundo familiares de brasileiros em ação no país, os militares estão bem.

Missão - A Missão das Nações Unidas para a estabilização do Haiti é comandada pelo Brasil e possui cerca de 1,3 mil militares brasileiros da Marinha e do Exército. O efetivo total é de 6,7 mil homens provindos da Argentina, Benin, Bolívia, Brasil, Canadá, Chade, Chile, Croácia, França, Jordânia, Nepal, Paraguai, Peru, Portugal, Turquia e Uruguai.

ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions