A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

11/06/2013 11:19

Ministra se reúne com membros da CNBB e CIMI para discutir conflito indígenas

Francisco Júnior

As demarcações de terras indígenas em Mato Grosso do Sul é um dos temas da reunião que a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, terá com representantes da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e do CIMI (Conselho Indigenista Missionário) na tarde desta terça-feira (11).

O foco principal da reunião é o conflito envolvendo índios contrários à construção de empreendimentos hidrelétricos na Amazônia, mas o impasse no Estado está na pauta.

O conflito por conta de terras no Estado ganhou repercussão internacional após morte a do indígena Oziel Gabriel, de 35 anos, durante confronto com a Polícia Federal e militares da Cigcoe (Companhia Indepentende de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais). Na ocasião, estava sendo cumprida reintegração de posse da fazenda Buriti, em Sidrolândia.

A ação ocorreu no dia 30 de maio após invasão da área por índios Terena. As famílias entraram pela primeira vez na área em 2003. Em maio deste ano voltaram, mas foram retirados a força , após incendiaram a sede da propriedade do ex-deputado Ricardo Bacha. Um dia depois, ainda revoltados com a morte de Oziel o grupo retornou à área.

No dia 4 deste mês, Joziel Gabriel, primo de Oziel, foi baleado no ombro na fazenda São Sebastião, vizinha da Buriti. Ele está internado na Santa Casa com o projétil alojado na coluna.

Diante da situação, o governo Estadual solicitou o enviou de homens da Força Nacional para fazer a segurança na área de conflito. No total, 150 militares foram destacados para o Estado.



Isso ministra passa a conta pra eles pagarem, por que nós " brasileiros" não aguentamos mais despesas, desmandos....
 
Caio Prado em 11/06/2013 11:53:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions