A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/07/2014 18:17

Ministro pede novo prazo para decidir sobre aumento de teto do SUS

Leonardo Rocha
Ministro promete aprofundar estudos para viabilizar aumento do teto (Foto: Assessoria - Luiz Carlos Campos Sales)Ministro promete aprofundar estudos para viabilizar aumento do teto (Foto: Assessoria - Luiz Carlos Campos Sales)

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, prometeu à comitiva formada pelo governador André Puccinelli (PMDB), o prefeito Gilmar Olarte (PP) e outras lideranças de Mato Grosso do Sul, que irá estudar as condições para aumentar em R$ 5,5 milhões no repasse do SUS (Sistema Único de Saúde), para o Estado.

Eles realizaram esta reunião hoje (10), em Brasília, no período da tarde. A comitiva do Estado explicou que este aumento era necessário para o tratamento de média e alta complexidade, já que o atual valor não consegue atender a demanda dos principais hospitais, como Santa Casa e Hospital Evangélico de Dourados.

O secretário municipal de saúde, Jamal Salem, destacou que a reunião foi positiva e que o ministro reconheceu que a reivindicação era “justa”, por conhecer a crise de saúde que existe no Estado.

“O ministro (Saúde) aceitou a nossa proposta, mas agora precisa estudar junto com sua equipe as condições para conseguir este recurso, já que segundo ele, não existe reserva no orçamento para este aumento”, apontou.

Jamal ponderou que (Arthur) Chioro garantiu que novos recursos irão vir para Campo Grande, mas não estipulou valor ou previsão de liberação. “Podemos demonstrar para ele que este aumento é essencial para hospitais como a Santa Casa e o hospital de Dourados, que precisam deste complemento”.

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB), que participou da reunião, destacou que o ministro mencionou até o “orçamento impositivo”, que dificultou novos investimentos que não estavam previsto na pasta. “Foi mais de um hora de reunião, onde todos podemos expor a situação da saúde e fazer as reivindicações necessárias, ele (ministro) ficou de dar uma resposta em breve”.

Deste aumento de R$ 5,5 milhões no repasse do SUS, serão R$ 3,5 milhões para Campo Grande, 1,5 milhões para Dourados e R$ 500 mil ao Fundo Estadual de Saúde.

Além de Puccinelli e Olarte, participaram desta reunião o senador Waldemir Moka, os deputados federais Geraldo Resende e Marçal Filho ambos do PMDB, o vice-prefeito de Dourados, Odilon Azambuja (PMDB), e os secretários estadual de Saúde, Antônio Lastória, e municipal da Capital, Jamal Salem.

Governador e prefeito pedem aumento de R$ 5,5 milhões no repasse do SUS
O governador André Puccinelli (PMDB) e o prefeito Gilmar Olarte (PP) voltaram para nova reunião, nesta quinta-feira (10) em Brasília, para pedir aume...
Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions