A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

30/11/2018 18:36

Ministro prevê início de obras de ponte em Porto Murtinho para o fim de 2019

Carlos Marun também prevê que oficialização da obra acontecerá em meados de dezembro, com assinatura de acordo entre presidentes do Brasil e Paraguai

Humberto Marques e Mayara Bueno
Marun prevê que acordo entre Brasil e Paraguai para construções de pontes será formalizado em meados de dezembro. (Foto: Paulo Francis)Marun prevê que acordo entre Brasil e Paraguai para construções de pontes será formalizado em meados de dezembro. (Foto: Paulo Francis)

A ser construída com recursos da Itaipu Binacional, a ponte sobre o rio Paraguai que ligará Porto Murtinho –a 431 km de Campo Grande– ao município paraguaio de Carmelo Peralta deve ser iniciada entre o fim de 2019 e o início de 2020. A previsão é do ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo da Presidência da República), que prevê a oficialização da obra entre os dias 19 e 21 de dezembro, em evento que reuniria os presidentes brasileiros, Michel Temer, e paraguaio, Mario Abdo Benítez, em Foz do Iguaçu (PR).

Brasil e Paraguai fecharam acordo para a construção de duas pontes ligando os países. Além da estrutura em Murtinho, já está em licitação a obra entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, no Paraguai. Juntas, elas foram orçadas em US$ 57 milhões –mais de R$ 300 milhões na cotação atual. Na semana passada, a Itaipu Binacional aprovou o financiamento da obra.

“Existia dúvida sobre o porquê de Itaipu estar financiando uma obra em Mato Grosso do Sul, em uma bacia hidrográfica que não pertence ao rio Paraná (onde está a usina hidrelétrica). Mas é preciso entender o contexto geral: Itaipu é autorizada no Brasil a investir em ações de desenvolvimento econômico e social em áreas lindeiras ao lago da hidrelétrica, o que já garantiu recursos para a região de Mundo Novo. Mas no Paraguai a área de influência econômica é de todo o território do país vizinho”, disse Marun, após evento na Base Aérea de Campo Grande na tarde desta sexta-feira (30), explicando os entendimentos para realização da obra em Murtinho.

Diferente da ponte no Paraná, que já tem licitação em andamento, Marun explicou que a obra em Murtinho ainda depende do processo de contratação. “Tem de fazer todo o projeto executivo e de licenciamento ambiental. É coisa para iniciar no último quadrimestre de 2019 ou no primeiro semestre de 2020”, afirmou, lembrando que uma obra dessa dimensão na região do Pantanal “tem muitas dificuldades para serem superadas”.

Com a ponte, Marun considera que a região sudoeste do Estado ganhará protagonismo nacional. “Porto Murtinho já vem registrando movimentações financeiras interessantes, como a aquisição de áreas na região do porto. O município será um entroncamento hidro rodoviário dos mais interessantes para a América do Sul”, afirmou, referindo-se à consolidação da rota bioceânica a partir de Mato Grosso do Sul –permitindo que cargas brasileiras cheguem ao Chile e, dali, sigam pelo oceano Pacífico rumo ao mercado asiático, encurtando tempo e custos de transporte.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions