A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/03/2008 05:42

Motorista desrespeira Pare e causa acidente com 1 morte

Redação

Um acidente ocorrido na noite de ontem, em Campo Grande envolvendo um carro de passeio e uma motocicleta matou uma pessoa e deixou outra gravemente ferida. O motorista do veículo que provocou o acidente não obedeceu a placa de Pare. A colisão aconteceu por volta das 21h no cruzamento das avenida João Thomaz com a rua Dr Antônio Leite de Campos, no bairro Santo Antônio, e envolveu um veículo Celta, dirigido por Adriano Perez de Souza, e a moto ocupada pelo casal Hermes César Marques Mocambite, de 48 anos, e Rita Vasconcelos Mocambite, 52 anos. Ela morreu na Santa Casa de Campo Grande e ele está internado em estado grave.

Segundo as informações do boletim de ocorrências da Polícia Civil, a equipe da Polícia Militar que esteve no local constatou que o motorista do Celta, que travegava na avenida João Thomaz, no sentido norte sul, não obedeceu o sinal de PARE na esquina com a Rua Dr Antônio Leite de Campos, chocando-se na lateral da motocicleta ocupada pelo casal. Além disso, havia evidências de que estaria alcoolizado. Adriano Souza ficou no local do acidente e foi encaminhado pela polícia para fazer exame no IML (Instituto Médico Legal) para identificar se estava de fato sob o efeito de bebida alcóolica.

O boletim de ocorrências lavrado na Depac (Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento à Polícia Civil) aponta que o caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo e lesão corporal culposa na direção de veículo, crimes previstos no Código de Trânsito Brasileiro. Para o homicídio, a pena máxima é de 4 anos e para o caso de lesão corporal, ela é de 2 anos. Se confirmado que o condutor estava sob efeito de álcool, essas penas podem ser ampliadas, como prevê o Código.

O motorista foi ouvido e liberado na Delegacia. O laudo que vai dizer se ele estava ou bêbado será encaminhado para a delegacia da área onde ocorreu o acidente, o 7º Distrito Policial, onde o inquérito vai correr. Normalmente, o prazo para isso é de 10 dias.

ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions