ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  28    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

MPE denuncia servidor e mais 3 vereadores de Dourados

Por Redação | 13/08/2009 16:31

O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com ação de improbidade administrativa contra três vereadores, a prefeitura de Dourados e o agente penitenciário Guilhermo Garcia Filho.

Foram denunciados pelo promotor de Justiça Paulo César Zeni o presidente da Câmara Municipal, Sidlei Alves da Silva (DEM), o primeiro-secretário e líder do prefeito, Humberto Teixeira Júnior (PDT) e o ex-secretário municipal de Saúde, Edvaldo de Melo Moreira (PDT), que assumiu neste mês.

Eles foram denunciados por manter Garcia Filho como assessor parlamentar, nomeado por Teixeira Júnior, mas lotado no gabinete do presidente do legislativo. Além disto, o servidor público estadual respondia pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Dourados.

Na ação, o promotor pede a devolução dos salários como assessor parlamentar, em torno de R$ 1 mil por mês, e a condenação do grupo porque Guilhermo Garcia Filho assinou documentos como diretor do CCZ. O promotor explicou que isto também foi irregular.

Além disto, o Governo do Estado também pagou Garcia Filho, que é irmão de criação de Humberto Teixeira Júnior, por estar exercendo a função no semi-aberto de Dourados. Moreira foi denunciado porque na época da irregularidade era secretário municipal de Saúde.

O MPE também vai acionar a Comissão de

Regras de comentário