A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/11/2010 16:04

MS é o 5° no ranking de mortes de crianças no Brasil

Redação

Mato Grosso do Sul ocupa o quinto lugar no número de mortes acidentais de crianças menores de 15 anos, de acordo com pesquisa realizada pela OnG Criança Segura, com base nos dados do Ministério da Saúde. Acidentes de trânsito, afogamentos e sufocação são as principais causas de mortes de crianças no Estado.

De acordo com o estudo, baseado em dados de 2007 (números mais atuais do Ministério da Saúde), 5.324 crianças morreram vítimas de acidentes de trânsito, afogamentos, sufocações, queimaduras, quedas, intoxicações, acidentes com armas de fogo e outros.

No Brasil, a taxa de mortalidade de menores de 15 anos por acidentes foi de 10,6 para cada cem mil habitantes. Em Mato Grosso do Sul, o índice é de 15 para cada 100 mil habitantes.

Os quatro primeiros lugares são ocupados pelo Tocantins (21,9); Roraima (20,2); Mato Grosso (16,3) e Amapá (15,5). As menores taxas foram registradas em São Paulo (8,1); Rio Grande do Norte (8,8); Bahia (9,0); Minas Gerais (9,4) e Ceará (9,7).

Detalhes - Quando a análise é feita por Estados, Mato Grosso do Sul mantém os acidentes de trânsito como principal causa de morte de menores de 15 anos. O segundo motivo é a sufocação, que ultrapassa os casos de afogamento.

Do total de mortes registradas em 2007 em todo o Brasil, 40% tem como causa o trânsito, totalizando 2.134 mortes. Deste número, 44% são de atropelamentos, 28% em acidentes com a criança na condição de passageira do veículo, 6% na condição de ciclista e os 22% restantes corresponderam a outros tipos de acidentes de trânsito.

As mortes por afogamento somaram 1.382 casos há três anos. A maioria dos acidentes acontece em águas abertas, como mares e rios. Porém, os riscos no ambiente doméstico devem ser observados, como piscinas, banheiras, bacias, baldes e caixas d'água.

Segundo o estudo, para uma criança que está começando a andar, três dedos de água representam grande perigo.

Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions