A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/05/2014 15:14

Município sinaliza com reajuste maior em 2015 e 2016 aos guardas municipais

Edivaldo Bitencourt

A Prefeitura de Campo Grande vai se comprometer a implementar uma política de valorização salarial para os 1,3 mil guardas municipais. Neste ano, além do reajuste de 8%, os agentes patrimoniais terão de volta o auxílio alimentação e ajuda de custo de R$ 560 para comprar o fardamento.

De acordo com o secretário municipal de Governo, Rodrigo Pimentel, eles terão ganho real de 37%, considerando-se todos os benefícios. Eles voltarão a receber o auxílio alimentação com reajuste de 65%, que passa de R$ 93 para R$ 150. A ajuda de custo para comprar fardamento será de R$ 560, divididos em sete vezes.

Um grupo de guardas municipais conversou com o secretário de Governo na manhã desta quinta-feira. Neste momento, a categoria realiza a assembleia geral na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul).

“Uma série de medidas foi inserida na pauta que será composta a fim de consolidar-se gradativamente para atender, principalmente o aumento para 30% do salário base como auxílio alimentação. Este ano, o valor do benefício, que havia sido suspenso no ano passado, teve reajuste de 65%, e passou de R$ 93 para 150. A expectativa é a de que no próximo ano possa atingir a margem de 25% e, em 2016, o Município tenha condições de oferecer os 30%”, destaca a Secretaria de Governo, em nota.

Hudson Bonfim disse, por meio da assessoria de imprensa, que entende o momento financeiro da Prefeitura e que a classe reconhece o esforço da gestão atual em criar os mecanismos para corresponder aos anseios dos servidores.
“Entendemos que houve uma mudança radical para a sociedade com a troca de gestão e queremos oferecer o nosso apoio ao prefeito Gilmar Olarte e sua equipe. Somos o seu braço direito e reconhecemos o ganho da categoria.

Vamos nos reunir hoje com os demais trabalhadores e passar as deliberações. Estamos confiantes de que nossas reivindicações serão atendidas e queremos traçar juntos os caminhos para atingir esses objetivos”, frisou.

Para o secretário, o encontro foi positivo e o Município entende que o funcionalismo público em geral merece ter garantido os benefícios que anseiam e que a administração atual irá, dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal, buscar os mecanismos para corresponder às expectativas.

“Debatemos hoje prazos para que possamos oferecer e atender os anseios dessa categoria. Acredito que estamos alinhados e que os trabalhadores reconhecem que apesar da falta de receita, o Município encontrou formas de oferecer vantagens para o servidor de imediato. Apenas a Guarda Municipal terá um incremento de 37% de ganho real, se somados o reajuste do salário base, de 8%, mais os auxílios fardamento e alimentação”, afirmou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions