A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

27/12/2017 11:03

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é padroeira, mas não garante feriado

Kleber Clajus e Leonardo Rocha
Santuário que leva o nome da santa em Campo Grande e recebe centenas de fiéis todas as quarta-feiras para a novena (Foto: Marcos Ermínio)Santuário que leva o nome da santa em Campo Grande e recebe centenas de fiéis todas as quarta-feiras para a novena (Foto: Marcos Ermínio)

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi declarada, nesta quarta-feira (27), padroeira de Mato Grosso do Sul. Autoridades e devotos acompanharam sanção de lei estadual, pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), no santuário da santa em Campo Grande. As celebrações, no dia 26 de junho, não terão caráter de feriado aos sul-mato-grossenses.

Para o sacerdote do santuário, padre Dirson Gonçalves, hoje consiste em mais uma data histórica a ser comemorada junto as da criação da paróquia (1939), inauguração da igreja (1941) e quando esta se tornou santuário (1999). “É honra e alegria imensa aos devotos”, disse.

O arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara, comentou que também haviam sido indicadas Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora Auxiliadora ao cargo de padroeira, porém como o processo ficou a cargo de Gonçalves nada mais justo do que contemplar os fiéis do maior santuário do Estado por sua persistência.

Houve insistência, conforme o deputado estadual Paulo Siufi (MDB), para que a proposta fosse aprovada depois de enfrentar há quatro anos resistências de parlamentares de outras denominações religiosas e entre os próprios católicos devotos de outros santos. Assim, ele reformatou proposta do presidente da Assembleia Legislativa Junior Mochi (MDB), angariou apoio de 15 deputados e 17 mil assinaturas de fiéis de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Protetora - Com o santuário lotado, Azambuja sancionou a lei estadual que declara a santa como padroeira do Estado sob aplausos e queima de fogos de artifício. Ele declarou estar feliz por realizar tal ato durante as comemorações de 40 anos da criação de Mato Grosso do Sul.

“Como em 11 de outubro de 1977 houve grande festa na divisão do Estado, hoje é um dia histórico para a Igreja Católica, devotos de Nossa Senhora Perpétuo Socorro que se torna protetora de MS”, ressaltou, emendando depois que a data não será feriado porque “já temos muitos no ano”.

Da solenidade participaram ainda os deputados Felipe Orro (PSDB), Eduardo Rocha (MDB), Marcio Fernandes (MDB), Cabo Almi (PT), Onevan de Matos (PSDB), Enelvo Felini (PSDB), Beto Pereira (PSDB).

 



Trapp, isso é democracia, vence a maioria!
 
RM em 27/12/2017 12:03:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions