A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

11/05/2009 14:22

OAB cobra aplicação de sugestões do MS contra Violência

Redação

Dois anos depois da entrega do documento com propostas para combate à criminalidade, elaborado a partir do MS contra a Violência, a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) faz apelo ao Governo do Estado para que cumpra as medidas sugeridas como resultado do projeto.

De acordo com o presidente da entidade, Fábio Trad, um documento foi elaborado em conjunto com diversos segmentos da sociedade civil, com o auxílio de entidades diretamente ligadas ao combate da violência no Estado. "Foi assinado pelo secretário de segurança, mas poucos itens foram implantados até agora", afirma.

O apelo da entidade é para que o Governo analise o conteúdo do documento, que contém 163 itens para aplicação a curto, médio e longo prazo. A cobrança por uma resposta às medidas propostas, explica Fábio Trad, é feito por conta do aumento nos casos violência em MS.

Para o presidente da OAB/MS, dois casos inusitados ocorridos apenas na semana passada comprovam que o número de assaltos com vítimas tem aumentado no Estado. Um deles é a invasão à casa do prefeito Nelsinho Trad, ocorrida na última terça (5), e o outro, o assalto à Joalheria Lívari, no Shopping Campo Grande, na última quinta (7).

Proposta - No documento elaborado como resultado do MS contra a Violência, há descrição dos principais problemas relacionados à violência no Estado, atividades que podem contribuir para a solução, os órgãos que seriam responsáveis pela execução dos projetos, os parceiros que seriam envolvidos nos trabalhos e o prazo para a realização.

Os problemas abordados abrangem desde a falta de políticas públicas que envolvam diversos setores da sociedade, até a existência de discriminação contra determinados grupos, que contribui para a violência contra eles.

Apesar de não detalhar quais sugestões já foram implantadas, a OAB/MS ressalta que a maior parte das ações propostas ainda não saiu do papel.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions