ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

OAB teme que pane "suma" com cerca de 250 mil processos na Justiça

Aliny Mary Dias | 26/09/2013 08:56

A manutenção do SAJ (Sistema de Automação do Judiciário), ferramenta usada na digitalização dos processos do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) começou na segunda-feira (23) e deve se estender até amanhã. Diante dos processos parados, a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) teme que todos os cerca de 250 mil processos digitalizados tenham sido perdidos.

Conforme divulgou o Tribunal ontem (25), o prazo de dispensa dos funcionários e de manutenção do sistema teve que ser estendido para a amanhã porque os problemas do sistema não foram resolvidos a tempo.

O sistema de consultas processuais saiu do ar no fim de semana passado e os servidores foram dispensados. O Fórum da Capital passou a funcionar em regime de plantão.

Apesar do TJ garantir que os dados dos processos não correm risco, o secretário-geral adjunto da OAB, Jully Heyder, admite que o órgão teme que os dados possam se perder. “É um medo que nós temos. Ontem nos deram a posição que os dados estão íntegros, mas nada nos garante que isso possa acontecer outras vezes”, afirma.

O medo do advogado tem motivo. Segundo Jully Heyder, desde que foi implantado na Justiça de Campo Grande, há cerca de 3 anos, o sistema sempre apresentou problemas e instabilidade. Alguns processos não podiam ser consultados e peças de outros não eram reconhecidas.

A situação se agravou na última manutenção feita pela Softplan, empresa responsável pelo SAJ. O advogado explica que uma atualização do sistema foi criada, mas que após a migração dos dados, eles foram corrompidos e os processos não puderam ser consultados.

“Era um temos nosso e do Tribunal de Justiça que tudo tivesse sido perdido. O pior é que essa situação repercuta para os usuários e causa insegurança”, completa.

Sobre os prejuízos com uma semana sem trabalhos no Fórum da Capital, o representante da OAB diz que os impactos só poderão ser calculados por meio de levantamentos nos cartórios. “Podemos garantir que é um prejuízo enorme tanto financeiro, quanto para o Judiciário e para a prestação da Justiça”, explica Jully Heider.

Plantão – Diante da manutenção, os trabalhos no Tribunal só devem voltar na próxima segunda-feira. Em casos de urgência, o telefone para atendimento no plantão cível é o 8478-2214. Já para atendimento no plantão criminal, o telefone é o 8467-9231.

Nos siga no Google Notícias