A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/12/2008 20:20

Ong aponta erros em processos judiciais sobre abortos

Redação

Um relatório feito pela organização não-governamental Ipas, aponta irregularidades na ação policial, e na apreensão e manuseio dos prontuários médicos em processos judiciais envolvendo aborto em Campo Grande.

"Processos judiciais envolvendo abortamento: Negação dos direitos reprodutivos das mulheres em Mato Grosso do Sul" será lançado na terça-feira, às 17 horas, em Brasília (DF) e entregue ao secretário especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Paulo Vanucchi.

O relatório foi publicado 1 ano e oito meses após o Jornal da Globo ter revelado que a então clínica de planejamento familiar da médica Neide Mota, na Rua Dom Aquino, em Campo Grande, fazia abortos ilegais há 20 anos.

Segundo o relatório da Ipas, agentes policiais não respeitaram a privacidade das mulheres e não impediram a exposição indevida do conteúdo das fichas médicas e o seu manuseio por pessoal não qualificado.

A legislação brasileira prevê procedimento específico para a investigação de registros médicos de pacientes, conforme o jornal O Globo, exigindo que as autoridades judiciais apontem um especialista para manusear os prontuários, com o objetivo de preservar o sigilo médico.

Para a Ong, os procedimentos supostamente irregulares afetaram as vidas de milhares de mulheres que estão sob investigação. Setenta delas já receberam sentença e outras mais são acusadas diariamente.

O jornal O Globo diz que a interrupção da gravidez é um grave problema de saúde pública e de direitos humanos no Brasil. Apesar de o Código Penal brasileiro criminalizar o procedimento, estima-se que ocorram 1,054 milhão de abortos a cada ano no país.

Cerca de 250 mil mulheres são atendidas anualmente nos hospitais brasileiros com complicações decorrentes de abortos irregulares.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions