A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

21/08/2018 11:07

Pane em sistema impede emissão de selo e prejudica transportadoras

Setlog estima que no estado pelo menos cem profissionais foram prejudicados.

Ricardo Campos Jr.
Selo da ANTT é necessário para que caminhões façam transporte remunerado de cargas (Foto: Henrique Kawaminami)Selo da ANTT é necessário para que caminhões façam transporte remunerado de cargas (Foto: Henrique Kawaminami)

Problemas no sistema on-line da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) interromperam a emissão de certificados que autorizam veículos de carga a rodarem pelas estradas brasileiras. O Setlog (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística de Mato Grosso do Sul) estima que no estado pelo menos cem profissionais foram prejudicados.

O cálculo foi feito pelo diretor administrativo da entidade de classe, Dorival Olivera, com base na demanda diária das empresas locais, tanto pedidos novos como as renovações periódicas.

“Todas as pessoas, físicas ou jurídicas, que têm uma placa vermelha e fazem um trabalho remunerado de transporte de cargas precisa desse certificado. Quando ela faz o cadastro, recebe uma identificação visual que deve ser fixada no veículo, para que os fiscais e policiais possam identificar se o veículo está legalizado. Quem não tem, não consegue embarcar cargas”, explica.

Esse selo é emitido pela internet e a inoperância do site da agência reguladora durou quatro semanas. Ele voltou a funcionar na sexta-feira (17), mas com lentidão.

“A ANTT paralisou o banco de dados para fazer atualizações. Era para ser em apenas um fim de semana, mas durou mais do que o previsto. Nós esperamos que até quarta ou quinta-feira já esteja tudo dentro da normalidade”, pontua Oliveira.

Certificado é emitido pela internet e sistema ficou inoperante durante vários dias (Foto: Henrique Kawaminami)Certificado é emitido pela internet e sistema ficou inoperante durante vários dias (Foto: Henrique Kawaminami)

Outro lado – A Agência confirma que o sistema que atende aos pedidos de serviços ligados ao Registro Nacional de Transportadores de Rodoviários de Cargas passou por uma atualização tecnológica no dia 20 de julho.

Esse processo, conforme o órgão, pode ter gerado certa instabilidade nos primeiros dias, mas atualmente as solicitações estão sendo atendidas. Somente no dia 16, diz a ANTT, foram processados mais de sete mil pedidos.

Além disso, entidades conveniadas utilizam plataformas próprios para acessar a ferramenta da agência reguladora e fazer o atendimento final aos transportadores. Esses sistemas são chamados de acoplados.

O órgão acrescenta que monitora o sistema de operações 24 horas por dia, sete dias por semana, para evitar qualquer tipo de intermitência e garantir a qualidade do processamento das solicitações.

Para reduzir os transtornos e restabelecer totalmente as atividades, a ANTT está dando suporte aos conveniados em relação às melhorias na integração dos sistemas . Os esforços são para que, o mais breve possível, todas as solicitações dos transportadores sejam atendidas.

Caminhões só podem rodar com cargas se tiverem o selo da ANTT (Foto: Henrique Kawaminami)Caminhões só podem rodar com cargas se tiverem o selo da ANTT (Foto: Henrique Kawaminami)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions