A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/02/2010 13:58

Para Polícia, morte de dentista pode ter causas naturais

Redação

A delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia, responsável pelo inquérito sobre a morte do dentista Gerson Mazzini, de 44 anos, deve esperar o resultado do laudo de necropsia do Instituto de Medicina e Odontologia Legal de Campo Grande para decidir como será a investigação do caso. O laudo deve ser emitido em 30 dias.

Familiares Gerson Mazzini voltaram esta tarde de Sidrolândia depois de fazerem a liberação do corpo para o Imol de Campo Grande. Muito abalados, não quiseram dar entrevistas. Ainda não há previsão de quando será o velório e o enterro do dentista.

Segundo o investigador João Aparecido, da delegacia de Sidrolândia, as investigações preliminares indicam que Gerson morreu de causas naturais. Seu corpo foi encontrado distante da moto que usava durante uma trilha em uma fazenda de ecoturismo.

Entre a moto e o corpo do dentista foram encontrados o capacete, protetores e luvas, indicando que foram deixados pelo caminho. A moto, segundo o sargento do Corpo de Bombeiros Ronildo, que acompanhou as buscas, estava apoiada no próprio pedestal.

Gerson Mazzini estava desaparecido desde a tarde deste sábado, quando fazia trilha de motocicleta com os dois irmãos. Eles estavam na fazenda Piana, uma propriedade voltada ao ecoturismo e que costuma servir de ponto de apoio para grupos que fazem trilha. A fazenda fica a cerca de 35 km de Campo Grande, entra a Capital e o Município de Sidrolândia.

O Corpo de Bombeiros enviou equipe de 5 homens à região para a busca do dentista. Familiares de Gerzon Mazzini também estavam no local procurando por ele. A trilha fica ao redor de uma mata fechada, onde o corpo foi encontrado, sem sinais de lesão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions