A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/09/2010 20:32

Passaia e outras duas pessoas receberam ameaça de morte

Redação

O secretário de governo da prefeitura de Dourados, Eleandro Passaia, recebeu ameaça de morte. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia Civil do município, de acordo com informação do Dourados Agora.

Além de Passaia, o segurança dele, Silvio Reginaldo Peres Costa, e a operadora de caixa de um supermercado, Lilian Galhardi da Silva, também foram ameaçados.

Conforme a ocorrência, na sexta-feira (3), por volta das 19h30, Lilian recebeu ligação de uma pessoa que se identificou como Gilberto Moreira. Ele se identificou como sendo irmão do vereador Edvaldo Moreira (PDT).

Na ocasião, o acusado, supostamente exaltado, passou a dizer à comunicante que estava impressionado com ela, acreditando que Lilian teria contribuído com as investigações que culminaram com as prisões ocorridas na Operação Uragano, desencadeada pela PF (Polícia Federal), em Dourados. A mulher disse que não teve participação alguma nos fatos e que desligou o telefone.

Três dias depois, a vítima recebeu outra ligação, desta vez no aparelho de celular de propriedade do prefeito Ari Artuzi (PDT), mas que atualmente é usado por ela. Desta vez, o mesmo homem, que se identificou como Gilberto Moreira, concretizou a ameaça através de mensagem de voz deixada no aparelho.

Ele disse que sabia que a Polícia Federal estava ouvindo a ligação e que veio do estado de Goiás para Dourados, juntamente com um pessoal, para matá-la, bem como Passaia e o segurança dele.

A vítima disse à polícia que, a menos que ela aceitasse uma proposta de R$ 100 mil, nada aconteceria a ela. Do outro lado da linha, a pessoa informou que voltará a ligar.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions