A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

17/08/2011 11:58

Pioneiro, MS dá largada para implantar sistema de segurança alimentar

Aline dos Santos

“A alimentação contribui para doenças graves, como diabetes, hipertensão. Vira um problema de Estado”, afirma o presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar,

Conferência estadual acontece hoje e amanhã em Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira) Conferência estadual acontece hoje e amanhã em Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira)

A garantia de uma alimentação saudável para evitar que o cardápio das refeições vire um problema de saúde pública. Esta foi a tônica da 3ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar, que acontece entre hoje e amanhã em Campo Grande.

O ponto alto foi a sanção da lei estadual de segurança alimentar, medida pioneira no país. “A lei permite a criação de um sistema estadual de segurança alimentar. O conceito de segurança alimentar foi muito vulgarizado como distribuição de cesta básica. Mas é um conceito maior, que vai de como alimento é produzido até a qualidade quando chega ao consumidor final”, salienta a secretária estadual de Trabalho e Assistência Social, Tânia Garib.

Ela lembra que nem mesmo a garantia financeira de ter acesso a vários alimentos, garante uma alimentação com valor nutricional. “As pessoas podem até comer bastante, mas comem errado”, enfatiza.

Propostas como produção de alimentos sem agrotóxico, redução do teor do sódio e de açúcares nos produtos vão entrar em debate. “A alimentação contribui para doenças graves, como diabetes, hipertensão. Vira um problema de Estado”, afirma o presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar, Fábio Buthevicius Barbosa. As sugestões serão levadas à conferência nacional, que será realizada em novembro na Bahia.

O governador André Puccinelli (PMDB) destacou que a adoção de políticas públicas já teve bons resultados no Brasil. “Muito tempo atrás, ações de saúde nutricional resultaram na erradicação de doenças endêmicas, como o bócio. Bastou a exigência de adição de iodo ao sal”, afirmou.

De acordo com o representante do Ministério do Desenvolvimento Social, Onair Ruano, a conferência nacional vai discutir um programa nacional de segurança alimentar e o direito à alimentação de qualidade.

O ministério aplica as políticas públicas, em âmbito nacional, por meio de cozinhas comunitárias, bancos de alimentos, restaurante popular e programa de aquisição e distribuição de alimentos.

A conferência estadual “Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos” é realizada no Grand Park Hotel.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions