A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/08/2011 11:58

Pioneiro, MS dá largada para implantar sistema de segurança alimentar

Aline dos Santos

“A alimentação contribui para doenças graves, como diabetes, hipertensão. Vira um problema de Estado”, afirma o presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar,

Conferência estadual acontece hoje e amanhã em Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira) Conferência estadual acontece hoje e amanhã em Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira)

A garantia de uma alimentação saudável para evitar que o cardápio das refeições vire um problema de saúde pública. Esta foi a tônica da 3ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar, que acontece entre hoje e amanhã em Campo Grande.

O ponto alto foi a sanção da lei estadual de segurança alimentar, medida pioneira no país. “A lei permite a criação de um sistema estadual de segurança alimentar. O conceito de segurança alimentar foi muito vulgarizado como distribuição de cesta básica. Mas é um conceito maior, que vai de como alimento é produzido até a qualidade quando chega ao consumidor final”, salienta a secretária estadual de Trabalho e Assistência Social, Tânia Garib.

Ela lembra que nem mesmo a garantia financeira de ter acesso a vários alimentos, garante uma alimentação com valor nutricional. “As pessoas podem até comer bastante, mas comem errado”, enfatiza.

Propostas como produção de alimentos sem agrotóxico, redução do teor do sódio e de açúcares nos produtos vão entrar em debate. “A alimentação contribui para doenças graves, como diabetes, hipertensão. Vira um problema de Estado”, afirma o presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar, Fábio Buthevicius Barbosa. As sugestões serão levadas à conferência nacional, que será realizada em novembro na Bahia.

O governador André Puccinelli (PMDB) destacou que a adoção de políticas públicas já teve bons resultados no Brasil. “Muito tempo atrás, ações de saúde nutricional resultaram na erradicação de doenças endêmicas, como o bócio. Bastou a exigência de adição de iodo ao sal”, afirmou.

De acordo com o representante do Ministério do Desenvolvimento Social, Onair Ruano, a conferência nacional vai discutir um programa nacional de segurança alimentar e o direito à alimentação de qualidade.

O ministério aplica as políticas públicas, em âmbito nacional, por meio de cozinhas comunitárias, bancos de alimentos, restaurante popular e programa de aquisição e distribuição de alimentos.

A conferência estadual “Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos” é realizada no Grand Park Hotel.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions