A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/04/2015 11:11

PM é dona da festa e escolhe homenageados, justifica secretário

Aline dos Santos e Leonardo Rocha
Segundo Maluf,  decisão sobre homenagem é da PM. (Foto: Marcelo Calazans)Segundo Maluf, decisão sobre homenagem é da PM. (Foto: Marcelo Calazans)

A onda de protesto contra a homenagem da PM (Polícia Militar) ao polêmico deputado federal Jair Bolsonaro (PP/RJ) não surtiu efeito e o governo do Estado manteve o parlamentar na lista dos que serão agraciados com a Medalha Tiradentes no dia 22 de abril.

“É uma decisão da PM e não da população. Quando você faz uma festa em sua casa, você escolhe os convidados”, resumiu o titular da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), Silvio Maluf.

De acordo com o secretário, Bolsonaro foi indicado porque colaborou através de projetos para a segurança pública. “A instituição sempre valoriza os parlamentares que brigam por questões salariais e estruturais da policia”, afirma.

A homenagem ao deputado federal foi endossada pelo governador Reinaldo Azambuja. “Foi uma decisão e uma escolha da PM. Sabemos que o Bolsonaro é um deputado polêmico e que gera repercussão. Porém, ele já apresentou inúmeros projetos de lei sobre segurança, mais de dez projetos a favor de segurança publica do País. Por esse motivo foi escolhido para ser homenageado”, diz.

Sobre as polêmicas declarações de Bolsonaro, Azambuja afirma que são questões pessoais do parlamentar.

Ontem, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) protocolou nota de repúdio e pediu o cancelamento da homenagem. Movimentos ligados a defesa dos direitos humanos, sociedade civil e representantes da classe LGBT(Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) “engrossaram” o pedido para que o deputado não seja homenageado.

“O deputado Bolsonaro é antidemocrata, a favor da Ditadura, foi condenado no Rio de Janeiro por discriminar o movimento LGBT. É a favor de bater na mulher mesmo, a favor de tortura”, afirma o presidente da comissão de Direitos Humanos da OAB, Joatan Loureiro.

Entretanto, o maior desgaste do deputado foi em dezembro do ano passado, quando afirmou que só não “estupraria” a deputada Maria do Rosário (PT-RS), ex-ministra dos Direitos Humanos, porque ela “não merecia”.



É palhaçada o que essa AOB esta fazendo aqui no estado,tem tantas coisas mais importantes pra eles lutarem contra,agora vão querer impedir o dep. Jair Bolsonaro de receber uma Homenagem merecido por sinal,só porque o cara fala o que muitos tem medo de dizer.
Tem outros assuntos muito mais importantes que acontece no nosso estado,mais ao invés disse prefere fazer nota de repudio,agora me diz o que os LGBTS tem feito por nosso estado, ou por nosso Pais,nada a não ser baderna e chamar todos de Homofóbicos.
Na constituição é bem clara que todos somos iguais perante a lei...

Criem vergonha na cara e vão defender casos realmente de grande importância para a sociedade.....
 
indignado em 20/04/2015 07:41:16
Parabéns a PM e ao Bolsonaro merecida homenagem! #Bolsomito
 
Junior em 19/04/2015 17:58:56
Parabens, PM de Campro pela homenagem, e preciso dar valor a quem luta por um sociedade mais decente.
 
Esmeraldino em 18/04/2015 17:45:08
Qual valor vai ser gasto?? Garanto que qualquer um que critica gostaria de ser homenageado. E por que não é? Porque não conseguiu, simples assim. Só passa em concurso quem estuda é só recebe alguma medalha quem faz algum feito. No caso é justíssima a Homenagem. Ah propósito O Jean Wyllis fez algo de produtivo pelo país?
 
Paulo em 17/04/2015 14:07:17
Engraçado a Festa pode até ser na "CASA" dele mais o dinheiro para fazer é do contribuinte, ou seja bancar a festa gente pode. Mas escolher os convidados não. vergonhoso isso.
 
Robert em 17/04/2015 13:45:25
Parabéns a PM! Merecida a homenagem!
 
Gabriel em 17/04/2015 13:45:12
Interessante a polêmica em torno do Bolsonaro. Ele só é perseguido pela coragem de expor suas opiniões. Eu sou contra cotas raciais, não contra os negros. Ainda assim, sou taxado de racista. Eu sou contra os privilégios instituídos pela lei da homofobia, pra mim homicídio, lesão corporal, etc, são crimes graves não importa a sexualidade do vitimizado. Isso faz de mim um sexista! Se ele diz que uma mulher não merece ser estuprada, é execrado pela opinião pública. Acaso alguma mulher merece? Enfim, nesses tempos de gestão ineptocrática, perdemos todos os dias oportunidades de construir uma sociedade mais justa, porque estamos focados em prever as exceções ao invés de viabilizar uma justiça célere, moderna e isonômica.

Parabéns à PM. Parabéns ao deputado.
 
Bergo em 17/04/2015 13:28:44
Se fosse o oposto, se fosse o Jean Willys, como seria? Teria essa repercusão toda? Ou seria um tratamento I G U A l?
 
Chan em 17/04/2015 13:22:32
Parabéns ao secretário Sr. Silvio Maluf, temos que separar as coisas, o mundo está cheio de falsos moralistas, e não podemos ceder a pressão de uma minoria que quer se fazer maioria. Me admira muito a OAB preocupada com quem vai ser homenageado, com tantos casos de corrupção, de nepotismo e impunidade assolando o país e sobre isto a OAB está inerte.
 
Escobar em 17/04/2015 13:15:20
Discordo frontalmente do secretário de segurança. A PM não é uma instituição privada. Recebe salários orindos de recursos públicos, portanto, não pode usar a medalha para promover festa particular. A honraria é para pessoas que contribuem para o bem e que prestaram relevantes serviços. O Bolssonaro não se enquadra em nada disso.
Tiradentes é apresentado nos livros de história como herói. Já o Bolssonaro, todos os registros a seu respeito mostram que ele nada mais é que um grande fanfarrão.
 
Critico em 17/04/2015 11:38:19
Parabens a PM e ao Bolsonaro merecida homenagem!
 
Joao em 17/04/2015 11:36:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions