A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/04/2008 08:39

PM justifica apreensão que causou crise com Paraguai

Redação

Após cobrança de autoridades paraguaias sobre a prisão de uma mulher, que teria sido detida por brasileiros em Pedro Juan Caballero (PI), a Polícia Militar sul-mato-grossense detalhou nesta terça-feira como a abordagem aconteceu. Segundo a PM, a comerciante paraguaia Máxima Rodrigues de Martinez, de 56 anos, foi detida no centro de Ponta Porã, em território brasileiro, garantiu o comando do 4º Batalhão da PM local.

A motorista dirigia um veículo roubado no Paraná, na última sexta-feira, quando foi parada. O lacre da placa estava rompido e era diferente do utilizado pelo Detran. Após checagem do chassi, os policiais descobriram que se tratava de um veículo roubado em Londrina (PR), há 4 anos. 

A condutora informou à PM que havia comprado o carro em 2005 por dez milhões de guaranis (cerca de R$ 4 mil) e que não sabia que era furtado. Ela apresentou documentos falsificados e não informou o nome ou endereço da pessoa que havia vendido o carro, por isso foi levada ao 1º Distrito Policial.

 Com a apreensão do carro, a família da mulher reagiu e denunciou ao governo paraguaio que a polícia brasileira teria invadido o território do vizinho país para apreender o automóvel. (com informações do site Capitan Bado).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions