A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/07/2008 12:48

PMA fecha carvoaria e flagra desmatamento em Inocência

Redação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou em Inocência uma carvoaria que funcionava ilegalmente na Fazenda Pontal I e flagrou o desmatamento de 73 hectares de vegetação nativa (cerrado) em uma área de reserva legal.

A carvoaria com 15 fornos para a produção de carvão vegetal e que estava em pleno funcionamento não tinha autorização ambiental ou licença de operação. A carvoaria funcionava na Fazenda Pontal I e foi autuada pela PMA de Cassilândia ontem. A ação só foi divulgada há pouco.

O responsável pela carvoaria foi multado em R$ 15 mil e terá que responder na Justiça pelo crime ambiental. Foram apreendidos no local 120 metros de carvão vegetal nativo, 150 metros de lenha nativa e dois tratores.

Já na Fazenda Buriti, também em Inocência, a PMA flagrou o desmatamento de 73 hectares de vegetação nativa (cerrado) em uma área de reserva legal. Foram destruídos cerca de 35 metros cúbicos de madeira da espécie Pequizeiro.Os responsáveis pelo desmatamento não possuíam Autorização Ambiental ou qualquer outro documento dos órgãos ambientais competentes.

A proprietária da fazenda foi multada em R$ 365 mil pelo desmatamento e será obrigada a recompor a área desmatada. Além disso, ela recebeu uma outra multa, no valor de R$ 8,1 mil, pelo crime ambiental de impedir ou dificultar a regeneração de florestas e demais formas de vegetação e terá que responder à Justiça pelo crime, que tem pena prevista de detenção de seis meses a um ano e multa.

A punição não acaba por aí. Pelo crime ambiental de cortar ou transformar em carvão madeira de lei, a proprietária da fazenda foi multada em R$ 17,5 mil. Ela também responderá judicialmente por esse crime, que também tem pena prevista de reclusão, de um a dois anos e multa. A PMA não divulgou o nome das pessoas autuadas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions