A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

30/10/2010 09:23

Polícia investiga últimas ligações a vereador morto

Redação

A Polícia Civil espera acesso as informações com a quebra do sigilo telefônico do vereador de Alcinópolis, Carlos Carneiro, assassinado na terça-feira em Campo Grande.

Os dados podem mostrar quem foi a pessoa que ligou para o presidente da Câmara e marcou encontro no Hotel Vale Verde, local onde aconteceu o crime.

As investigações indicam uma emboscada para o vereador, que foi até o hotel a procura de um homem identificado apenas como Antônio. Segundo funcionários do Vale Verde, Carlos Carneiro chegou por volta do meio-dia dizendo que havia marcado almoço com um hóspede.

Ele ficou surpreso ao saber que não havia ninguém chamado Antônio hospedado no local e também que não é servido almoço no Vale Verde.

Ao deixar o prédio, que fica na Afonso Pena e virar a esquina, no bairro Amambaí, foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta e baleado 3 vezes.

Carlos Carneiro morreu na hora. Dentro do carro dele, foram encontrados documentos, com defesa que entregaria ao Tribunal de Justiça do Estado.

O processo em questão é referente a briga judicial envolvendo Câmara e Prefeitura de Alcinópolis no valor de R$ 273 mil, que deveriam ser utilizados na construção do prédio do legislativo municipal, mas a prefeitura pedia a devolução por atraso no início das obras.

O prefeito da cidade, Manoel Nunes (PR), deixou Alcinópolis depois do assassinato, sob orientação da própria Polícia que alega motivos de segurança. O prefeito é o principal suspeito pela morte, na avaliação da família da vítima.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions