A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

20/03/2009 12:44

Ponta Porã e São Gabriel dividem juíza e acumulam ações

Redação

Advogados que trabalham nos municípios de Ponta Porã e São Gabriel do Oeste continuam enviando reclamações à OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul) sobre a falta de juizes nestas comarcas.

Conforme a AOB-MS, esta situação tem provocado o atraso e acúmulo de processos, comprometendo todo o sistema jurisdicional nestes municípios.

"Estamos insistindo, quase que diariamente, em gestões junto à direção do Tribunal de Justiça para que as duas comarcas tenham uma resposta eficaz da administração do Judiciário estadual. Nós contamos com a boa vontade do atual presidente. O fato é que, hoje, tanto em Ponta Porã quanto em São Gabriel do Oeste, o Judiciário está sem voz e a população sem acesso à justiça. Isso é muito grave, pois gera um sentimento de insegurança coletiva", afirmou o presidente da OAB-MS, Fábio Trad.

No esforço para resolver o problema, Trad tem enviando novos ofícios, feito telefonemas e visitando os desembargadores da direção do TJMS na tentativa de sensibilizá-los para a urgência de solução deste problema.

O conselheiro da Ordem em Ponta Porã, Marco Aurélio Claro, conta que há apenas uma juíza na comarca. "Caso esta necessite ir para Campo Grande à trabalho a cidade fica sem juiz para atender aos advogados e jurisdicionados", lamenta.

Claro diz que as medidas paliativas para se contornar a situação como, por exemplo: enviar à comarca juízes de outras cidades, não soluciona o problema. "Eles também já têm trabalho em excesso nas suas comarcas de origem", frisa.

A situação em São Gabriel do Oeste é semelhante. A diretoria da OAB-MS reforça que continuará insistindo junto ao TJMS visando solução urgente do problema.

Motoristas envolvidos em contrabando terão habilitação cassada
O motorista que for condenado por dirigir veículo usado para receptação, descaminho ou contrabando de mercadorias terá sua carteira de habilitação ca...
STF decide que Ministério Público pode cobrar multas de ações penais
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (13) que o Ministério Público tem competência para ajuizar ações de cobrança de multas definidas em con...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions