A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

10/11/2009 09:27

Por mudança na Funai, índios ameaçam fechar rodovias

Redação

Os índios acampados há quatro dias na Praça do Cinquentenário, em frente à sede regional da Funai em Dourados, ameaçam bloquear a MS-156, que liga a cidade a Itaporã. A estrada corta a reserva indígena local. Os manifestantes também prometem interditar a BR-163. Eles querem a demissão imediata da administradora regional da Funai, Margarida Nicoletti. O prédio está fechado.

Líderes do protesto afirmam que pelo menos cem índios estão acampados em frente à sede da Funai. Eles são de 27 aldeias do cone sul do Estado e querem que o presidente do órgão, Márcio Augusto de Meira, exonere Margarida Nicoletti. Ela enfrenta pressão da comunidade indígena desde o início do ano. Em janeiro, os índios ficaram por um mês acampados em frente à sede regional, mas Margarida foi mantida no cargo.

Na semana passada, quando era mantida refém na aldeia Bororó, Margarida Nicoletti disse que já pediu demissão, mas Márcio de Meira teria solicitado que ela permaneça no cargo até a escolha de um substituto que tenha apoio da comunidade indígena.

"A comunidade não aceita mais a forma de trabalho implantada pela Margarida. Nossas aldeias se tornaram terra de ninguém", afirmou o capitão da aldeia Jaguapiru, Naor Ramos. Segundo ele, a Funai também não possui projetos para desenvolver a agricultura nas áreas indígenas. A reserva de Dourados tem 3.600 hectares, onde vivem quase 12 mil índios.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions