A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/08/2011 16:01

Presidente da OAB em MS cobra atitude dos poderes após assassinato de juíza

Marta Ferreira

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados da Ordem dos Advogados do Mato Grosso do Sul), Leonardo Duarte, manifestou-se nesta tarde sobre o assassinato da juíza Patrícia Acioli, do Rio de Janeiro, ocorrido ontem, em Niterói.

“A nossa sociedade clama por uma atitude dos poderes públicos para prevenir e reprimir o tráfico de drogas. O tráfico é um câncer que precisa ser extirpado”, afirmou.

Segundo as informações já apurados, Patrícia estava em uma lista com 12 nomes de pessoas marcadas para morrer, encontrada com o chefe de um grupo de extermínio ligado ao tráfico de drogas.

Para o presidente da OAB, a morte da juíza é um crime que atinge toda a sociedade. “Uma morte como esta faz parte de um ciclo vicioso, em que uma morte gerará outra morte, em que um se torna refém do outro, onde a liberdade fica tolhida e restrita. O assassinato da juíza choca todos os operadores do direito”, concluiu.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions