A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

07/08/2009 13:58

Preso rapaz denunciado pela família 9 vezes em 2 anos

Redação

A Polícia Civil prendeu nesta semana, em Campo Grande, um rapaz de 20 anos que em dois anos, foi denunciado nove vezes por crimes contra familiares.

De acordo com a Polícia, David dos Santos Rios é usuário de drogas desde a adolescência e para sustentar o vício, furtava objetos e alimentos da casa da família, fazia ameaças para conseguir dinheiro e chegou até a agredir a própria mãe, de 40 anos.

As vítimas do jovem eram principalmente a mãe; a avó, uma cadeirante de 81 anos; e a irmã, de 16 anos. Um tio dele, de 56 anos, e um primo, também foram alvos de crimes praticados por David. Vizinhos também já foram vítimas.

Segundo relato de familiares à Polícia, David passava o dia em casa e à noite saía para ingerir bebidas alcoólicas e usar drogas. Ao voltar para casa, o comportamento dele era ainda mais violento e chegava a provocar pessoas que passavam pela rua.

David foi preso nessa quarta-feira (5) pela Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Roubos e Furtos), na Moreninha II, bairro onde mora. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto por furto.

Há 16 registros de ocorrências na Polícia Civil que apontam o jovem como autor, destes nove têm como vítimas familiares. São crimes ocorridos entre 9 de abril de 2007 e 23 de junho de 2009.

Mãe-Após ser ameaçada diversas vezes, mãe de David decidiu denuncia-lo pela primeira vez em 9 de abril de 2007. A mulher contou à Polícia Civil que o filho pediu para ela comprar um short e diante da negativa dela, ele a agrediu com vassouradas.

A partir daí, a mãe foi vítima do próprio filho outras vezes, muitas sem contar à Polícia. Em 23 de junho deste ano, a mulher disse à Polícia que David chegou em casa já a ameaçando de morte.

Em seguida, o filho deu um soco na cabeça dela e pegou o aparelho de celular. Com medo do rapaz, a mulher foi para fora da residência e mesmo assim ele continuou a agredir. David jogou na mãe um tijolo, que feriu o pé esquerdo dela.

Avó - Uma idosa de 81 anos e cadeirante. Essa é a situação da avó de David, que era ameaçada e chegou a ser mantida em cárcere privado pelo neto. Ele a obrigava a entregar parte da aposentadoria, a dar dinheiro constantemente e também furtou dela até o colchão.

A primeira vez que a avó comunicou a violência sofrida à Polícia foi em abril de 2007. A segunda, em 11 de novembro do mesmo ano. Ao chamar a atenção do neto, ele respondeu: "Se você ficar me enraivando, enchendo muito meu saco, vou pegar gasolina, jogar em você e meter fogo". Declaração que consta no boletim de ocorrência.

A idosa também contou à Polícia que em 30 de março deste ano, o neto pegou uma faca, partiu para cima dela, a ameaçou e a obrigou a dar a ele R$ 5.

Em 1º de junho, também deste ano, David trancou a avó em casa até e disse que só iria deixa-la sair depois que ela desse dinheiro a ele. Já dando pontapés nos móveis, ele ameaça quebrar todos os móveis da casa.

O tio de David percebeu a situação e acionou a Polícia, que prendeu o rapaz. No entanto, ele foi solto.

A irmã - Nem a mãe, nem a avó idosa, nem a irmã adolescente, David respeitava. Em 27 de fevereiro deste ano, a mãe dele disse à Polícia que o rapaz encostou uma faca no pescoço da irmã.

Ele ameaçou a adolescente para que ela lhe entregasse R$ 3. Dinheiro que ela iria utilizar para pagar a passagem de ônibus. A mãe deles viu a situação e aconselhou a filha a entregar o dinheiro. David também tentou pegar o celular da garota.

Tio -Em 18 de outubro de 2007, o tio de David, de 56 anos, contou à Polícia que o sobrinho o ameaçou de morte. Segundo relato dele aos policiais, a mãe do rapaz fazia café e ao procurar uma garrafa térmica, percebeu que a mesma havia sumido.

A mulher foi até a dispensa e viu que parte dos alimentos havia sumido. Os dois então suspeitaram do autor, que estava dormindo, e ao acordar, escutou a conversa e tentou agredir o tio.

Segurando um pedaço de pau, David disse ao tio que iria mata-lo a pauladas. Com medo, o homem correu e acionou a Polícia Militar.

David também furtou um aparelho de DVD do primo. O eletrônico foi encontrado no forno do fogão.

Prisões - Antes de ser preso esta semana, David já havia ido à cadeia outras duas vezes. Em 31 de agosto de 2008 pelo crime de furto qualificado, desta vez não foi contra familiares.

Ele ficou preso no Presídio de Trânsito, conseguiu liberdade e voltou a "aprontar" em casa. O rapaz acabou sendo preso novamente pelo cárcere privado da avó, em junho deste ano.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions