ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Preso suspeito de matar garoto de 12 anos no Nova Lima

Por Redação | 14/10/2009 13:50

Diego Almeida Coimba, 21 anos, foi preso suspeito de matar Luis Fernando de Oliveira, 12 anos, atingido por um tiro no abdômen, na noite de 11 de outubro, em frente ao hospital São Julião, na região do Bairro Nova Lima, em Campo Grande. Ele estava em uma rua no Bairro Vida Nova quando foi flagrado por policiais militares, que apuravam denúncia acerca do paradeiro do suspeito.

Testemunhas apontam Coimbra como autor do tiro que causou a morte de Luiz Fernando e deixou ferido outro adolescente. O irmão da vítima, que também é menor de idade, reconhece Coimbra como responsável pelo crime.

No entanto, ele nega qualquer participação no assassinato. Depois de ser detido, ele apontou à Polícia uma residência onde havia armas escondidas.

Em diligências à casa, na Rua Tauan, Bairro Vida Nova, foram encontradas duas espingardas e munições, algumas de uso restrito.

Segundo a Polícia, uma das espingardas era de chumbinho e foi adaptada para se transformar em uma arma de grosso calibre.

Na residência, apenas uma adolescente foi encontrada. Ela alegou que as armas pertenciam ao marido, que não estava no local. A garota deverá responder pela posse das armas.

Será investigado se o armamento apreendido foi utilizado em tiroteio ocorrido dia 04 deste mês, no Bairro Vida Nova.

A operação que levou à prisão Diego Almeida Coimbra foi feita por agentes da PM2, o Serviço Reservado da PM, e integrantes dos Grupos Tático e Reservado do 9º BPM (Batalhão da Polícia Militar). As diligências continuam porque falta identificar outro envolvido no assassinato.

O menino ia com a mãe para um carrinho de lanches quando dois homens em uma moto passaram e atiraram várias vezes. O homicídio ocorreu na Avenida Lino Villacha, a principal do Bairro Nova Lima.

Coimbra já ficou preso no Presídio de Trânsito da Capital por porte de arma. Ele está em liberdade desde novembro do ano passado.

O suspeito será encaminhado ao 2º DP (Distrito Policial) da Capital, onde prestará depoimento. O motivo do crime ainda não foi esclarecido. Informações preliminares indicam que o adolescente não era o alvo do crime.

Regras de comentário