A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/01/2010 18:38

Presos que se rebelaram em Ponta Porã vão para Dourados

Redação

Nesta sexta-feira, por volta de meio-dia, um grupo de presos que causou tumulto no Presídio Ricardo Brandão, em Ponta Porã, foi encaminhado ao Presídio Harry Amorim Costa, em Dourados.

Conforme informações repassadas por agentes do presídio em Ponta Porã, 15 detentos foram removidos do local. A causa da rebelião teria ligação com a morte do detento Vanderlei Peralta, 19 anos, ocorrida ontem à tarde.

De acordo com matéria publicada no site Capitan Bado, aconteceu um enfrentamento entre dois grupos de celas diferentes no presídio. Por conta disso, um grupo obrigou o outro a envenenar Vanderlei e Isácio Domingues, 33 anos, acusados de estupro contra uma menina de 10 anos.

Enquanto Vanderlei foi encontrado morto numa cela, Isácio conseguiu ser socorrido até o Hospital Regional da cidade, mas já foi liberado. A polícia não confirma o envenenamento, pois perícia é feita no corpo de Vanderlei e o resultado sai em cinco dias.

Denúncia - Na manhã de hoje, um dos presos denunciou as ameaças sofridas ontem e confirmou o envenenamento. Ele foi levado a uma cela segura e por isso, um grupo de presos começou a se rebelar.

A Força Tática do 4º Batalhão da Polícia Militar se deslocou até o presídio de Ponta Porã para conter o motim.

Nesta sexta-feira, por volta de meio-dia, um grupo de presos que causou tumulto no Presídio Ricardo Brandão, em Ponta Porã, foi encaminhado ao Presídio Harry Amorim Costa, em Dourados.

Conforme informações repassadas por agentes do presídio em Ponta Porã, 15 detentos foram removidos do local. A causa da rebelião teria ligação com a morte do detento Vanderlei Peralta, 19 anos, ocorrida ontem à tarde.

De acordo com matéria publicada no site Capitan Bado, aconteceu um enfrentamento entre dois grupos de celas diferentes no presídio. Por conta disso, um grupo obrigou o outro a envenenar Vanderlei e Isácio Domingues, 33 anos, acusados de estupro contra uma menina de 10 anos.

Enquanto Vanderlei foi encontrado morto numa cela, Isácio conseguiu ser socorrido até o Hospital Regional da cidade, mas já foi liberado. A polícia não confirma o envenenamento, pois perícia é feita no corpo de Vanderlei e o resultado sai em cinco dias.

Denúncia - Na manhã de hoje, um dos presos denunciou as ameaças sofridas ontem e confirmou o envenenamento. Ele foi levado a uma cela segura e por isso, um grupo de presos começou a se rebelar.

A Força Tática do 4º Batalhão da Polícia Militar se deslocou até o presídio de Ponta Porã para conter o motim.

Termina na 4ª feira prazo para adotar cartinha e ajudar Papai Noel dos Correios
Termina na próxima quarta-feira (dia 13) o prazo para quem quiser adotar uma cartinha do projeto Papai Noel dos Correios. Os interessados devem compa...
Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions