A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/10/2008 09:00

PRF prende homem que fraudou 124 documentos do Ibama

Redação

Foragido desde fevereiro, Ivaldo Fernandes da Silva, foi preso no dia 8 de outubro acusado de fraudar 124 DOFs (Documentos de Origem Florestal) de transporte de carvão, em Bonito. A prisão ocorreu por acaso, em uma barreira de rotina da Polícia Rodoviária Federal, na região de Campo Grande. Agora Ivaldo está preso na delegacia das Moreninhas.

A esposa, Dizza do Carmo da Silva, também envolvida no crime ambiental, continua foragida. O esquema feito pelos dois foi descoberto ano passado pelo o Ibama (Instituto Nacional de Meio Ambiente e Recursos Renováveis). Um produtor rural de Bonito procurou o órgão para pedir informações sobre emissão de DOF, pois havia descoberto que o nome dele e da propriedade constavam em documentos emitidos para transporte de carvão.

O Ibama então apurou que os documentos foram falsificados por Ivaldo e Dizza. Os 124 documentos, referentes de julho do ano passado a fevereiro deste ano, equivalem a 6,2 mil m³ de carvão e 310 hectares de área desmatada ilegalmente.

O casal também falsificou DOF em nome de Onorina Arguelho Grubert, produtora rural em Bonito. Ivaldo e Dizza fizeram um contrato com Onorina para compra de lenha, no entanto o produto nunca foi retirado da fazenda.

Os foragidos ainda falsificaram DOFs em nome de um produtor rural de Porto Murtinho, que sequer tinha carvoaria instalada na fazenda.

Para o MPE (Ministério Público Estadual) os DOFs serviam para regularizar carvão irregular trazido de outros estados ou até do Paraguai.

Os dois respondem pelos crimes de falsidade ideológica, falsificação de documento público e crime ambiental.
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions