A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/01/2013 13:26

Professores de universidades federais querem negociação permanente com o MEC

Yara Aquino, da Agência Brasil

Os professores de universidades e institutos federais querem negociação permanente com o MEC (Ministério da Educação) sobre o acordo salarial de 2013. A pauta dos docentes inclui reestruturação da carreira e melhor infraestrutura pedagógica, reivindicações apresentadas durante a greve dos professores no segundo semestre do ano passado.

Diretores do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior se reúnem na tarde de hoje (15) com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Eles irão propor uma agenda de discussões que ocorreriam ao longo do ano.

No segundo semestre do ano passado, a greve nas universidades federais e institutos federais de educação tecnológica durou mais de 100 dias. Durante as negociações, os professores levaram temas recorrentes, como salários maiores e realização de concursos públicos para a contratação de mais profissionais.



MARCELLO MENDES ,UMA INVERDADE POIS OS PROFESSOREs ficaram mais de 5 anos sem aumento e não foi, até agora, repassado qualquer aumento. E mais tem salários muito menores COM FORMAÇÃO MUITO MAIS PROLONGADA COMO MESTRADO, DOUTORADO E PÓS DOUTORADO. TODAS AS CATEGORIA QUE CITASTES TEM SALÁRIOS ACIMA DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS FEDERAIS , QUE NO MATO GROSSODO SUL GANHAM MENOS QUE OS PROFESSORES DA Universidade Estadual MS, além de exercerem dedicação exclusiva e não recebrem qualquer adicional por estar na fronteira com a Bolívia por exemplo...ou adicional quando destacados para missões fora do local onde estão lotados... Devemos mobilizar todos os servidores federais para atingir salário digno... administrar aulas significa ainda, leitura atualizada com aquisição de material
 
Gabriele sandipaez em 15/01/2013 19:43:42
Os professores das Universidades Federais foram os únicos beneficiados nas negociações salariais com o Governo federal! Enquanto o restante das categorias de servidores federais(Judiciário, Magistratura, delegados e policiais federais, etc.) tiveram que se contentar com 03 parcelas de 5%, atér 2015, eles tiveram, por media, aumento de 26% de uma vez só, além de reesttruturação no palno de carreira. E, agora, ainda querem mais?
 
MARCELLO MENDES em 15/01/2013 16:42:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions